12 de agosto de 2014

Resenha: Dezessete Luas - Margaret Stohl / Kami Garcia

Título: Dezessete Luas (Beautiful Darkness)
Série: Beautiful Creatures #2
Autor: Margaret Stohl / Kami Garcia
Editora: Galera Record
Ano: 2011
Páginas: 462
Juntos, Ethan e Lena podem enfrentar qualquer coisa. Ao menos era assim que funcionava antes de Lena sofrer uma perda trágica e começar a se afastar, a guardar segredos que começam a testar o relacionamento dos dois. E agora que Ethan abriu os olhos para o lado negro de Gatlin, não há como voltar atrás. Assombrado por estranhas visões, Ethan vai se envolvendo cada vez com a história de Gatlin, com a sua história e, consequentemente, com o destino de Lena.


Nesse segundo volume vemos Lena desesperada e distante lidando da pior maneira com os acontecimentos das escolhas feitas por ela desfecho de Dezesseis Luas. Ela passa a frequentar lugares de seres das trevas e anda sempre acompanhada de Ridley e John Breed. Ridley como sabemos é prima das trevas de Lena, John é uma incógnita sabe-se que ele tem poderes de incubos mas anda na luz do dia. Lena chega ao ponto de deixar Ethan e a família para traz.

E no meu desse turbulência toda Ethan começa a ter visões de Lena e resolve ir atrás dele para tenta-la traz de voltar para casa e para isso ele conta com a ajuda de seu melhor amigo Link e de Liv uma estagiaria vinda de Londres para ter treinamento de guardiã com Mirian. Durante o período de viagem Ethan acaba descobrindo que Lena esta sendo atraída para uma armadilha da mãe e corre muito perigo. Até Lucille Ball a gata foi mais interessante que Lena nesse livro.
— Olívia Durand. Liv para os amigos. Você deve ser Ethan Wate, o que acho difícil de acreditar. Pelo modo como a Professora Ashcroft fala de você, eu esperava um aventureiro carregando um baioneta.
Eu não gostei do que as autoras fizeram com Lena, para mim ela foi completamente desconstruída passando a ser uma menina fraca, influenciável e burra, isso mesmo burra. Entendo que os acontecimentos foram grandes e que ela estava sofrendo, mas, isso não explica a grande mudança que ela sofreu e as atitudes inconsequentes dela.

Ethan por outro lado se sente magoado pela forma como Lena o tratou, mas ainda assim vai a procura dela, mas durante a viagem ele se vê envolvido por Liv e ela por ele e nesse momento Ethan começa a cogitar se uma vida com uma mortal não seria mais fácil, ficando em dividido pelo amor ferido que sente por Lena e pelo sentimento que começou a aflorar por Liv.
Só podia ser Lena. Tem certas coisas que a gente simplesmente conhece. Eu conhecia L. E sabia que meu coração não me levaria ao lugar errado.
Eu esperava um desenvolvimento completamente diferente para esse livro e quando me deparei com o caminho que ele estava seguindo confesso que me decepcionei. O acréscimo de novos personagens para a série foi interessante, mas sinceramente se um triângulo amoroso é difícil de lidar, quem dirá um quadrado.

A leitura do livro é cansativa e as autoras encheram salsicha demais nesse livro, as coisas só passam a ter algum sentido nos últimos capítulos e isso me aborreceu muito. Mas nem tudo foi ruim no livro, Ethan acaba descobrindo alguns segredos de seus e suas famílias e o personagem dele amadurece bastante, Ridley continua sendo a personagem mais carismática do livro mesmo quando perde os seus poderes. 
Tio Macon? — Ridley caminhou lentamente até ele, finalmente pronta para encará-lo. — é mesmo você?
Ele encarou os olhos azuis dela.
— Você perdeu seus poderes.
Ela assentiu, os olhos brilhando pelas lágrimas.
A história do livro não correu como eu esperava, mas ainda assim ele não é de todo ruim ao menos me agradei do desfecho.

Classificação:

Nenhum comentário:

Postar um comentário