26 de setembro de 2014

Resenha: O Amor Pode Ter Asas - Bianca Rocha

Título: O Amor Pode Ter Asas
Série: Segredos #1
Autor: Bianca Rocha
Editora: Novo Século
Ano: 2013
Páginas: 432
Normalidade é uma palavra que não existe no dicionário de Jasmim Nature. Seu nome sempre esteve constantemente nos jornais e na boca do povo da desconhecida Ilha Little. Se isso é legal? Nem um pouco. Se ela daria tudo para ser normal? Com certeza. Depois de muitas tentativas, a família Nature consegue autorização para permanecer seis meses no continente, a terra dos humanos. E Jasmim e seus irmãos passam a frequentar a escola. Tudo que precisam fazer é serem discretos e não levantar suspeitas. Mas Jasmim conhece Daniel, e não consegue evitar: se apaixona por ele. As fadas têm um jeito especial de se apaixonar: elas sofrem Inlove. Mas sofrer Inlove por um humano? É loucura! Quando o destino muda os rumos dessa família e Jasmim se vê presa a esse amor, não será fácil esconder dele algo tão significativo quanto... Asas.
Jasmim é uma fada, mas, ainda assim é diferente de todas as fadas que vem na Ilha Little, Jasmim não possui apenas um talento como uma fada “comum”, Jasmim domina os seis talentos que uma fada pode nascer água, ar, flora, fauna, luz e artesanato e posteriormente descobre dominar mais talentos. Mas não pense que o fato de ela ser especial a faz feliz, não, na verdade ela não gosta da fama causada por seus poderes.

Quando Jasmim e sua família conseguiram autorização para passar seis meses no Brasil ela pensou que conseguiria escapar de ser o centro das atenções, puro engano em seu primeiro dia de aula ela já é o centro das atenções na escola, mas, consegue com a ajuda de Ana Cláudia diminuir todo o estrago. Jasmim tinha permissão para fazer tudo enquanto estivesse aqui no Brasil, mas aconteceu a única coisa que não poderia ter acontecido, ela sofreu InLove por Daniel, que além de ser o garota mais popular da escola, ter uma ex-namorada totalmente louca, ele é humano e sofrer InLove por humanos pode ser desastroso.
Papai e mamãe sempre sonharam em conhecer o continente. Mas todo mundo sabe que a burocracia para sair da ilha é gigantesca. Em novembro de 2009, eles finalmente conseguiram autorização para passar seis meses em algum lugar do mundo humano com os filhos. A família Nature comemorou feliz, e meus irmãos e eu mal podíamos esperar pela viagem.
Mesmo com todas as possíveis consequências Jasmim não se afasta de Daniel e começa a manter um relacionamento com ele, mas, ainda assim ela faz isso preocupada com que sua família descubra, porem, quando seu irmão Wind também sofre um InLove por incrível que pareça  pela irmã de Daniel, ela se despreocupa um pouco, mas ao fazer isso o tipo de InLove dela evolui de forma catastrófica.
— Você sofreu InLove por um humano? — Gabi gritou.
— Fala baixo! — eu exclamei. — Sei que é errado, mas não deu para evitar
— Você é louca? Isso é perigoso! Ele pode não te aceitar como fada, e você sabe o que acontece com fadas que...
— Chega! — eu falei. — Não vou ouvir conselhos amorosos de uma garotinha de cinco anos.
Não tenho como negar que adorei o casal Jasmim e Daniel. Eles são bem fofos juntos e não tem todos aqueles clichês de romance adolescente. Jasmim sabe que ela é especial, mas ela não tira proveito disso, na verdade ela tenta evitar ao máximo qualquer tipo de exposição. Daniel é um garoto inteligente de cabeça bem maduro para idade dele. Os protagonistas são legais até quando estão sobre o efeito do InLove.
— Levei um susto quando cheguei à escola e vi aquele monte de cartazes nas paredes.
— Por quê? — Ele perguntou.
— Porque pensei que você tinha contado para todo mundo sobre ontem.
— E qual teria sido o problema se eu contasse?
— Bem, eu... Não gosto de ser o centro das atenções. Não quero que me tratem diferente só por causa de um "cargo". Quero ser igual a todo mundo.
— Você não esta sozinha nessa. — Ele passou a mão pelo meu ombro e sorriu para mim. Aquilo valeu por tudo.
Os outros personagens são bem apresentados e alguns até bem construídos, mas geralmente os personagens que estão em maior contado com Jasmim tem mais evidencia, como sua irmã Lit que não consegue segurar a boca e por várias vezes quase expôs toda a família, Ana Cláudia a amiga jornalista que pega tudo no ar, Jennifer a ex louca de Daniel, chefe das líderes de torcidas e causadora de várias dores de cabeça de Jasmim, Seed e Gabi que são de longe meus personagens prediletos são as duas crianças do livro e parecem ser mais inteligentes que todos os outros juntos e eles são os portadores de alguns pontos chave do livro. Mas assim como tem personagem bem caracterizados tens uns que não recebem tanta atenção, como Wind, Puppy e os pais de Jasmim, nós recebemos algumas informações sobre eles, mas nada que cause alguma relevância a história deles.
— Você disse a uma humana que morávamos na Ilha Little?
Ela se virou para mim, depois para mamãe e falou
— A Jasmim consertou tudo. Foi só um deslize.
— Nunca mais fala isso para alguém. É arriscado demais.
— Desculpe mãe. Não vai acontecer de novo.
Eu adorei a premissa de O Amor Pode Ter Asas, e eu gostei tanto do primeiro livro que li sobre fadas, O Inverno das Fadas de Carolina Munhoz, que não tive nem dúvida se comprava ou não esse livro. O livro começa bem agradável e interessante, mas, com o passar dos capítulos ele vai se tornando massento e cansativo, a autora encheu o livro de detalhes desnecessário, ela basicamente da uma receita de como fazer um feijão, nossa isso me irritou muito, fora todas as vezes que reexplicava uma coisa que já tinha sido explicada antes. Fora que eu achei essa história de InLove bem parecida com Imprinting de Crepúsculo mesmo com suas pequenas diferenças, mas isso não é realmente um fato relevante afinal, nada se cria tudo se transforma. 

A capa do livro é bonita, eu pessoalmente gostei, mas, uma coisa que não deixei de notar foi a quantidade gritantes de erros ortográficos, eu fiquei simplesmente boquiaberto. O livro possui 432 páginas, mas, eu acredito que se retirassem as informações desnecessárias ele diminuiria na metade e ele seria menos entediante. Porém negar que deixando de lado os problemas do livro, ele realmente é bom é hipocrisia, eu fiquei aflito, eu ri, eu tive raiva, sim eu me conectei com o livro e gostei bastante do que me foi apresentado pela autora, não sei quando o próximo livro vai sair, mas pode ter de uma coisa eu vou comprar e ler porque preciso saber o que será de Jasmim e Daniel, o final que o livro teve foi bombástico e me deixou cheio de expectativas.

Classificando:

2 comentários:

  1. Alisson,

    Gostei da sinceridade da sua resenha, você soube bem ressaltar os pontos positivos e negativos do livro.
    É frustante quando percebemos que a leitura fica massante, mas ainda bem que o final te deixou cheio de expectativas.

    Abraços

    Patty Santos - Blog Coração de Tinta
    http://www.coracaodetinta.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Patty!!
      Eu procrastinei bastante o livro por motivos explicitados, mas ao menos o final me agradou o que já salva o livro!! Espero que a sequência saia.

      Xo Patty

      Excluir