25 de novembro de 2014

Resenha: Feitiço - Sarah Pinborough

Título: Feitiço (Charm)
Série: Tales From the Kingdoms #2
Autor: Sarah Pinborough
Editora: Única
Ano: 2013
Páginas: 248
Em um reino próximo, a realeza anuncia um baile que encontrará uma noiva para o príncipe e parece que o desejo de Cinderela irá ganhar aliados peculiares para ser realizado. Contudo, não será fácil: ela não é a aposta de sua família para esse casamento real, e sua fada madrinha precisa de um favorzinho em troca de transformar essa pobre coitada em uma diva real. Enquanto isso, parece que Lilith não está muito contente com os últimos acontecimentos e, ao mesmo tempo em que seu reino parece sucumbir ao frio, ela resolve usar sua magia para satisfazer suas vontades.
Depois de me deliciar com Veneno o primeiro livro da Saga Encantas, foi impossível não querer ler a sequência, que chega a ser tão bom quanto o primeiro livro. Nesse volume da saga a história é centrada no conto da Cinderela. Essa releitura da historiada Gata Borralheira ainda tem a mesma base, a garota, o pai a madrasta e suas filhas. Mas diferente do conto que conhecemos Cinderela não é bem uma flor que se cheire, ela morre de inveja de suas irmãs, matem um ódio por sua madrasta e culpa seu pai por viver da forma que vive.

O sonho de Cinderela é se casar com o príncipe e viver ao seu lado feliz para sempre, e com o anuncio do baile ela vê oportunidade de conseguir esse feito, mas sendo ignorada pela madrasta como ela conseguiria ir ao baile? É ai que aparece a fada madrinha que da a ela a oportunidade de comparecer aos dois dias de baile e anda encantar o príncipe, mas para isso ela terá de fazer um pequeno favor.
— Calma eu não disse que não havia um preço por isso.
— O que quer dizer??? — Os dedos delgados estavam tão fundos em sua pele que ela ficou com medo que deixassem marcas.
— Tudo na vida tem um preço. — Lentamente, a fada madrinha a soltou. — Posso fazer isso por você, mas tem uma coisa que quero em troca.
O maior atrativo de Feitiço é que mesmo mudando o centro da história tudo continuou muito interessante e a vontade de conhecer a história só ficava maior, outra coisa muito legal é que os personagens do primeiro livro não somem, ainda de que forma breve eles fazem suas aparições nesse livro também, em Feitiço nós podemos ver as consequências dos acontecimentos do livro Veneno.

Cinderela é sim uma menina invejosa e até certo ponto mimada por achar que a vida deveria ser melhor para ela, mas quem não seria? Tendo que limpar, cozinhar, passar sem receber um agradecimento? Essa para mim é a versão mais real que Cinderela poderia ter, ela não poderia ser totalmente boa passando por tudo isso. A maior frustração de Cinderela é ver que a irmã tem todas as chances que ela queria para si enquanto ela não recebe nada e seu pai faz das tripas coração para atender os desejos de sua mulher.
E, Rose quando terminar o desjejum, é hora de seu tratamento facial e manicure. Uma menina vem aqui às 9h30. Foi muito recomendada.
Cinderela baixou os olhos para as mãos maltratadas.
— Uma manicure não ia cair mal.
— Não seja ridícula — respondeu a madrasta. — Para que você precisa disso? Rose é filha de um conde. As pessoas estão lembrando disso. E, de qualquer modo manicures são caras, só podemos pagar para que ela faça as unhas de uma pessoa.
O Caçador é um dos personagens do primeiro livro que se matem nessa sequência, e assim podemos conhecer um pouco mais de sua personalidade e fica quase impossível não gostar mais ainda dele. Lilith também marca presença nesse livro e ela usa tanto do Caçador quando de Cinderela para alcançar os seus desejos.
— Ela me amaldiçoou. Então, quando precisa de mim, suspende parcialmente o feitiço. Homem á noite, rato de dia.
— A fada madrinha? — Os olhos de Cinderela se arregalam.
— Se você quiser chamá-la assim... Ela é uma rainha, e pode ser uma vaca muito má.
Rose a irmã de Cinderela foi a personagem que mais me agradou, diferente do conto que conhecemos ela é inteligente e gentil, por mais que faça tudo o que sua mãe a obriga.

A expectativa sobre esse livro foi enorme principalmente depois de ter gostado tanto do primeiro e ela foi completamente sanada. Assim como no primeiro livro esse também tem suas pitadas de sensualidade. Um dos fatos que mais me agradaram nesse livro foi a confirmação das minhas especulações sobre a raiva de Lilith matinha por Branca de Neve (Sim desconfiei que era isso desde sempre).

Feitiço só confirma o quão boa a Saga Encantadas é, e como uma simples releitura quando bem feita pode ser maravilhosa, a Sarah Pinborough fez um trabalho primoroso em nenhum momento a leitura se tornou cansativa ou chata, o capricho da editora para essa sequência continua maravilhoso, tornando a experiência de leitura muito deliciosa.

Classificando:

2 comentários:

  1. Estou ficando cada vez mais curiosa por essa série. É interessante ver um lado mais realista das princesas, afinal como você disse, impossível passar por poucas e boas como a Cinderela e ainda continuar sendo uma garota adorável que só abaixa a cabeça e chora.

    Já vi algumas versões de contos de fadas onde a irmã da Cinderela é boa, mas essa da fada madrinha picareta é nova para mim. Com tantos personagens ganhando personalidades diferentes, me pergunto como será o príncipe. Xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkkkkkkk Nati meu bem, você tem que ler essa série, ela é muito boa. E não se preocupe que o príncipe você vai conhecer melhor na próxima resenha!!!

      Xo

      Excluir