7 de janeiro de 2015

Resenha: Jogos Vorazes - Suzanne Collins

Título: Jogos Vorazes (The Hunger Games)
Série: The Hunger Games #1
Autor: Suzanne Collins
Editora: Rocco
Ano: 2010
Páginas: 400
Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?
Depois de ver os três primeiros filmes da saga nos cinemas decidi tomar vergonha na cara, os livros estavam em minha estante me esperando a quase um ano e eu ainda empurrava a leitura, mas chegou um momento em que não pude mais resistir, principalmente depois de ver A Esperança Parte I, que aflorou ainda mais a vontade da leitura. Vou tentar fazer a resenha sem a influencia dos filmes.

Katniss Everdeen sempre foi uma batalhadora, tomou as rédeas da liderança de sua família quando perdeu seu pai para um acidente numa mina e viu sua mãe se entregar a depressão pela perda do marido, esquecendo que tinha duas filhas para criar. Mas o  que motivou Katniss a tomar essa atitude foi o amor que ela sentia por sua irmã mais nova Prim.
— Escuta. Está me ouvindo? — Ela faz que sim com a cabeça, assustada com a veemência do gesto. Ela deve estar imaginando o que está por vir. — Você não pode se ausentar novamente.
Os olhos de minha mãe se fixam no chão.
— Eu sei. Não vou fazer isso. Não pude evitar o que...
— Bem você vai ter que evitar dessa vez. Você não vai poder ir embora e abandonar Prim. Eu não estou mais aqui pra manter vocês duas vivas. Não importa o que aconteça. Não importa o que você ver na televisão. Você tem de me prometer que vai lutar! — Minha voz se transformou em um grito no qual estão contidos toda a raiva, todo o medo que senti no momento em que ela nos abandonou.
Para manter sua família Katniss contou com a ajuda de Gale, que assim como ela perdeu o pai no acidente da mina, eles se uniram para caçar e manter suas famílias vivas. Katniss vive no Distrito 12, num mundo pós apocalíptico e que em todos os anos acontecem os famosos Jogos Vorazes, onde cada distrito deve enviar um casal para uma batalha de apenas um vencedor. Katniss estava com medo que ela ou Gale fossem selecionados, mas para sua surpresa, em sua primeira colheita, Prim foi a selecionada, não suportando ideia de sua irmã ser levada, ela se oferece em seu lugar e acompanhada de Peeta, que ela não sabe ser um amigo ou inimigo, vai para a capital se preparar para a batalha que a espera. 
Está na hora do sorteio. Effie Trinket, como faz todos os anos, diz:
— Primeiro as damas! — E cruza o palco até a bola com os nomes das garotas. Ela se aproxima, enfia a mão bem fundo na bola e retira uma tirinha de papel. A multidão suspira coletivamente e depois o silêncio é tão grande que é possível ouvir até um alfinete caindo no chão. Estou me sentindo nervosa e desejando desesperadamente que não seja eu, que não seja eu, que não seja eu.
Effie Trinket cruza novamente o palco, alisa o papelzinho e lê o nome com uma voz alta e clara.
E não sou eu. É Primorose Everdeen.
Katniss é uma protagonista muito intensa e forte, esses são os principais pontos que fazem todo mundo gostar dela, as vezes ela é realmente muito inteligente, mas as vezes ela também faz suas bobagens. Ao iniciar a leitura achei ela um pouco egoísta, mas com o passar da história e descobrindo o tipo de mundo em que ela vive, entendi a posição dela e foi durante os jogos que ela se provou uma das protagonistas mais espetaculares de minha vida de leitor.

Gale é um personagem agradável, assim como Katniss ele é forte, e pensa em sua família, mas, não aceita a forma como vive ou que imposto a viver. Ele não aparece tanto no livro, a não ser, nos vários flashbacks da Katniss, mas podemos notar que ele é uma peça importante para a força e coragem que Katniss demonstra ter.
— Katniss, a coisa não passa de uma caçada. Você é a melhor caçadora que eu conheço.
— Não é só caçada. Eles estão armados. Eles usam a cabeça.
— Assim como você. E você tem mais experiência. Experiência real. Você sabe como matar.
— Não pessoas.
— E que diferença pode ter? — indaga Gale, de modo sinistro.
A parte mais horrorosa é que se eu puder esquecer que se trata de pessoas, não vai fazer a menor diferença.
Peeta era a grande surpresa, ele Katniss possuem uma historia, se é que pode assim ser dito, e durante a leitura, ele se mostra amigável, mas, Katniss não sabe se ele esta armando algo ou não, mas são as atitudes dele, durante os jogos que me fizeram gostando tanto dele.

Outros personagens como Haymitch, Rue, Cinna e Effie também me agradaram muito, na verdade eles são pontos fortes na historia e servem como suporte para nossa heroína.
— É verdade, esse é meu primeiro ano nos Jogos — diz Cinna.
— Quer dizer que te deram o Distrito 12 — concluo. Recém-chegados geralmente acabam com a gente, o distrito menos desejável.
— Eu pedi pra trabalhar com o Distrito 12 — diz ele, sem maiores explicações. — Por que você não veste seu roupão para a gente bater um papo?
Eu não sabia o que esperar do livro para ser sincero, eu já achava os filmes fantásticos e ao ler o livro pensei, nossa não achei que conseguiria ficar ainda melhor. Eu simplesmente adorei tudo que eu li, não encontrei algo para dizer "humm não gostei disso" e isso me fez ficar ainda mais encantado com a leitura.

Jogos Vorazes foi uma leitura, mais que agradável, mesmo já tendo assistido a adaptação do livro, o mesmo conseguiu me surpreender em vários momentos.  Suzanne Collins definitivamente escreveu um livro impecável e atraente. A capa do livro a meu ver é bem simples, por mais que ela esteja bem ligada a todo o contexto da história, a diagramação e revisão do livro estão perfeitas.

Classificando:

2 comentários:

  1. Preciso ler esse livro de novo, não só para resenhar, mas também para aproveitar melhor a leitura. Na época em que li, eu tinha muito mais tempo livre então devorei o livro em um dia, pois é realmente uma história MUITO boa.

    Blog | Paixonites Literárias Xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Natii, foram poucos os livros que li em apenas um dia fico muito inquieto, sempre leio em dois os que realmente gosto, é também uma forma de não terminar logo a leitura, mas fiquei surpreso o livro é realmente muito bom e a adaptação é bem fiel. Terminar de ler a trilogia para resenhar antes do último filme sair! *_*

      Xo

      Excluir