22 de junho de 2015

Resenha: Amaldiçoado - Joe Hill

Título: Amaldiçoado (Horns)
Autor: Joe Hill
Editora: Arqueiro
Ano: 2015
Páginas: 320
Livro cedido pela editora para leitura.
Ignatius Perrish sempre foi um homem bom. Tinha uma família unida e privilegiada, um irmão que era seu grande companheiro, um amigo inseparável e, muito cedo, conheceu Merrin, o amor de sua vida. Até que uma tragédia põe fim a toda essa felicidade: Merrin é estuprada e morta e ele passa a ser o principal suspeito. Embora não haja evidências que o incriminem, também não há nada que prove sua inocência. Todos na cidade acreditam que ele é um monstro. Um ano depois, Ig acorda de uma bebedeira com uma dor de cabeça infernal e chifres crescendo em suas têmporas. Além disso, descobre algo assustador: ao vê-lo, as pessoas não reagem com espanto e horror, como seria de esperar. Em vez disso, entram numa espécie de transe e revelam seus pecados mais inconfessáveis. Um médico, o padre, seus pais e até sua querida avó, ninguém está imune a Ig. E todos estão contra ele. Porém, a mais dolorosa das confissões é a de seu irmão, que sempre soube quem era o assassino de Merrin, mas não podia contar a verdade. Até agora. Sozinho, sem ter aonde ir ou a quem recorrer, Ig vai descobrir que, quando as pessoas que você ama lhe viram as costas e sua vida se torna um inferno, ser o diabo não é tão mau assim.

Há um bom tempo eu vinha querendo ler esse livro, mas para ser sincero eu nem tinha conhecimento dele, foi só quando anunciaram o lançamento da adaptação cinematografia que tive conhecimento do livro e fiquei completamente fascinado pela sinopse do mesmo eu tinha que ler e assim solicitei ele para resenhar aqui pro blog.

Ig acorda com aquela ressaca, tinha tempo que não ficara daquele jeito, desde a noite em que Merrin foi tirada dele tão brutalmente. Ao entrar no banheiro e dar de cara pro espelho tudo parece normal, até que ele vê, um par de chifres estão eclodindo em sua testa, ele fica desesperado, não sabe como aquelas coisas foram aparecer ali, assim como também não lembrava o que tinha acontecido na noite passada, o que provavelmente explicaria aquela situação.
Ignatius Martin Perrish passou a noite bêbado, fazendo coisas horríveis. Acordou na manhã com dor de cabeça, levou as mãos às têmporas e sentiu algo estranho, uma de protuberâncias pontiagudas. Estava tão enjoado — sentia-se fraco e seus olhos lacrimejavam por causa da luz — que, a principio, não deu atenção a isso. A ressaca não lhe permitia pensar nem se preocupar.
Então Ig percebe os tais chifres estavam causando esse efeito nas pessoas e assim ele correu para o único lugar em que ele pensou que as pessoas não falariam coisas horríveis para ele, ele foi para a casa dos pais, mas ele se enganou e a revelação que seu irmão fez foi a que mais lhe afetou, Terry revela quem fez aquela monstruosidade com Merrin. Ig então resolve usar de seus novos poderes para descobrir se aquela revelação era verdade para então poder vigar a morte de sua amada, mas enquanto isso ele nos mostra a história desde seu ponto inicial até que chegue a seu ápice, a assassinato de Merrin.

A primeira reação de Ig foi perguntar a Glena sua namorada se ela via a mesma coisa que ele, mas ela nem se assustou com o par de chifres que estavam crescendo em sua testa, ela apenas começou a falar seus maiores segredos, Ig não entendeu nada e ainda desesperado foi atrás de um médico para descobrir o que tinha de errado com ele, ao chegar na clinica todas as pessoas que o olhavam simplesmente começavam a falar coisas absurdas que normalmente não falariam a ninguém.
— Escute — disse Ig. — Alguém tem que me ajudar.  O Dr. Renald olhou relutante para ele.  — Não sei se isso está acontecendo ou não — disse Ig. — Acho que estou ficando louco. Por que as pessoas não se espantam quando me veem? Se eu visse um homem com chifres, iria mijar nas calças. — Foi o que ele fez quando se viu pela primeira vez no espelho.
Ignatius é aquele mocinho da literatura que todo mundo fica encantado, amável, generoso, fiel e amigo, mas seu mundo ruiu quando Merrin, sua namorada por anos foi encontrada morta e toda culpa recaiu sobre ele, mas quando o chifres a parecem ele se torna uma outra pessoa. Sinceramente adorei ver os dois lados de Ig e se fosse para escolher eu prefiro o lado demônio dele.
— Você se livrou daquele cabelo. — Fez uma pausa, depois acrescentou como se não tivesse percebido antes: — E criou chifres. Meu Deus. O que vocês é?  — O que você acha? — perguntou Ig — O diabo vestido de azul.
Merrin sempre foi um encanto, a amiga, namorada, companheira perfeita simplesmente impossível de não se encantar com ela, principalmente da forma que Ig transmite a imagem dela, eu cheguei até ater certa raivinha dela, mas sinceramente não conseguir mantê-la com o passar da história.

Outros personagens importantes na trama são Terry irmão de Ig o maior defensor do irmão ainda que evite o máximo estar em sua cidade natal por muito tempo e Lee o melhor amigo de Ig e Mirren desde quando eram adolescentes.

Gente que livro intenso, acredito que essa seja a palavra certa a ser usada, inicialmente eu fiquei meio irritado com o livro, mas com o passar da leitura eu simplesmente fiquei bem envolvido e não consegui largar o livro precisava descobrir todos os segredos, todos os por quês e sinceramente adorei ver o lado mal de Ig. Eu gostei bastante do uso de flashbacks no livro, me deixou ainda mais curioso, mas não gostei muito de alguns rumos finais que o livro tomou. Mas me deixou satisfeito com o desfecho final.

Amaldiçoado é uma leitura intensa, mas acima de tudo envolvente e interessantíssima, Joe Hill criou uma história fantástica bem amarrada e definitivamente completa. A capa do livro é um relançamento com o poster do filme, a diagramação do livro é boa, a revisão do livro está impecável e a fonte é boa para leitura.

Classificando:

7 comentários:

  1. Não imaginava que esse livro ia ser tão cheio de mistérios assim, fiquei com muita vontade de ler agora por causa disso.
    Curiosa pra esse "lado demônio" do Ig!
    Ótima resenha! Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Nossa, não sabia que era livro!! Primeira vez que estou lendo a sinopse e uma resenha falando da estória! Eu queria ver o filme so pq era o Harry Potter fazendo, haha.. não acho ele bom ator, mas sabe como é ne?! A gente meio que fica fã do personagem, não sei explicar.
    Bom, eu tenho que admitir que adorei a sinopse, não sabia que era isso tudo! Achei q era um filme de fantasia e tal, pq vi ele com chifres!! Me animei a conhecer e ver o filme esse fim de semana! Ainda mais com esse frio doido aqui de BH!!!!
    Ameiiii a dica!

    ResponderExcluir
  3. Parece ser bom, além de ser do Joe. Primeiro tive conhecimento do filme pelo protagonista ser interpretado pelo Daniel Radcliffe. Bjus.

    ResponderExcluir
  4. Esse é o cara. Joe Hil tem crescido e amadurecido a cada livro. Já está dando o sinais que herdará o brilhantismo, o talento do pai. eu já queria ler este livro quando ainda possuía a capa antiga, do tridente

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li o livro, que vamos combinar ficou mais bonito com essa capa nova e linda <3, mas assisti o filme e adorei a história, apesar de ter tido um final um pouco confuso, mas foi surpreendente mesmo assim. Não achei um filme assustador, quem sabe o livro seja!

    ResponderExcluir
  6. Não sabia que era filme, muito menos do filho do Stephen King, hahaha. Nem assisti o filme ainda, então, não sei bem do que se trata. Li tua resenha e estou totalmente curiosa pra saber mais da história. Tô curiosa com o que aconteceu com o Ig.
    Irei lê-lo em breve.

    ResponderExcluir
  7. Ig não era o personagem dos meus sonhos não kkkkk, na verdade antes de tudo acontecer achei que ele era um personagem muito pacato, sem grandes atrativos e definitivamente não me encanitaria por ele em um livro fora deste contexto. então, para resumir e assim como você prefiro o lado demoníaco de Ig. Sabe Ali, esse é um livro que quero reler, pois minha leitura dele foi tão alucinada que acho que perdi alguns detalhes, preciso reler com mais calma para analisar melhor. Eu não sou muito fã de terror, e não acho que esse livro seja bem um terror, mas de qualquer forma tem um pezinho lá. Enfim, eu adorei ler como a natureza humana pode ser torpe!

    ResponderExcluir