28 de agosto de 2015

Resenha: O Despertar do Príncipe - Colleen Houck

Título: O Despertar do Príncipe (Reawakened)
Série: Reawakened #1
Autor: Colleen Houck
Editora: Arqueiro
Ano: 2015
Páginas: 384
Livro cedido pela editora para leitura 
Quando a jovem de dezessete anos, Lilliana Young, entra no Museu Metropolitano de Arte certa manhã, durante as férias de primavera, a última coisa que esperava encontrar é um príncipe egípcio ao vivo com poderes divinos, que teria despertado após mil anos de mumificação.E ela realmente não poderia imaginar ser escolhida para ajudá-lo em uma jornada épica que irá levá-los por todo globo para encontrar seus irmãos e completar uma grande cerimônia que salvará a humanidade. Mas o destino tem tomado conta de Lily, e ela, juntamente com seu príncipe sol, Amon, deverá viajar para o Vale dos Reis, despertar seus irmãos e impedir um mal em forma de um deus chamado Seth, de dominar o mundo.

Vocês bem sabem que a Colleen é uma das minhas autoras prediletas, adoro sua escrita e a forma que ela usa de mitologia em seus livros. Quando ela anunciou que estava escrevendo uma nova série fiquei completamente curioso e cheio de expectativa sobre o novo livro e enfim o livro saiu e nem pestanejei em solicitá-lo a Arqueiro e eu puder ler e descobrir se a Colleen é uma autora de um sucesso só ou ela se garante em uma nova série.

Liliana Young é uma garota normal, bom normal na medida do possível, ela vive sob o comedimento dos seus pais, que põe muitas expectativas sobre ela, eles esperam que ela seja a melhor aluna, a mais bem vestida, a mais educada, que ela vá para a melhor universidade, que ela seja tão bem-sucedida quanto eles e Lily aprendeu a viver assim sob as rédeas de seus pais, para que ela tenha ao menos um pouco de paz e possa ter um pouco de liberdade. Num de seus poucos dia de liberdade Lily vai Museu Metropolitano de Arte um de seus lugares prediletos em Nova Iorque. Ela já é figura conhecida no museu e o pessoal a adora. Precisando ficar um pouco sozinha para se concentrar em algumas atividades, Lily acaba indo para a área egípcia do museu, já que a mesma esta em reforma e está fechada para visitação ela poderá ficar lá sem ser perturbada.
Meu pai, advogado bem-sucedido na área de finanças internacionais, sempre dizia que "Os banqueiros confiam primeiro no terno, depois no homem", sua versão de "Vista-se para o sucesso". Ele e minha mãe — que passava a maior parte do tempo em uma sala no arranha-céu onde funcionava um dos maiores grupos de mídia da cidade, ditando ordens para sua assistente — haviam me ensinado que imagem é tudo.
Já na área egípcia e sozinha Lily começa a ouvir barulhos estranhos, e num impulso ela vai conferir o que está fazendo o barulho. Lily acha que pode ser um rato ou alguém do museu, mas ao fazer uma busca pelas sala não encontra nada, até que ela encontra algumas pegadas e quando ela está prestes a sair da sala, ela da de cara com um homem quase pelado, usando apenas um saiote branco, ela tenta manter contato com ele, mas ele fala numa língua que ela não entende, ela acha estranho a presença do rapaz e decide sair o mais rápido dali, mas algo estranho acontece, Lily não consegue sair da sala o rapaz fez algo a ela, que ela não consegue se afastar.
— Quem é você? — tornei a indagar baixinho, mais para expressar o pensamento em voz alta do que por esperar uma resposta.
A mesma mão segurou a cortina, afastou-a e a pessoa que me inspirava tanto medo quanto curiosidade apareceu, murmurando uma série de palavras que pareceram xingamentos em outra língua. Ele, pois com certeza era alguém do sexo masculino, pareou logo depois da cortina, largou o plástico e me encarou com expressão irritada.
O rapaz enfim começa a falar a língua de Lily e assim ela consegue driblá-lo e foge, mas o que ela não esperava é logo ele a fosse encontrar e claro logo em seguida ser atropelado. Algo dentro de Lily cresce e ela sente que deve ajudá-lo e ao fazer isso novamente o rapaz a surpreende ao de alguma forma se curar ao tocá-la, então ele começa a contar um história louca sobre ter que despertar seus irmãos para impedir Seth o deus do mal de despertar. Mais uma vez Lily consegue fugir dele, mas logo ele a encontra novamente e dessa vez na varanda da casa dela. Mas as coisas ficam realmente estranhas quando ela descobre que ele estava falando a verdade todo o tempo e que agora ela precisa ir com ela até o Egito despertar os irmãos de Amon para que eles possam realiza a cerimônia que salvará a humanidade do despertar de Seth.
— Está tentando me dizer que é... uma múmia?
— Múmia. — os lábios dele articularam a palavra com se ele a estivesse saboreando. Quando respondeu, falou devagar: — A cada milênio, quando passo pelo seu mundo, meu corpo está envolto nas ataduras de Anúbis. É disso que você está falando?
Recostei-me com força ao banco.
— A mumificação ocorre quando um cadáver é envolto da cabeça aos pés em ataduras e posto dentro de um sarcófago, que depois em geral é escondido dentro de uma piramide ou templo — expliquei.
— Nesse caso, sim. Eu sou uma múmia.
Lily definitivamente é uma personagem carismática, eu gostei dela de cara, ela é forte, decidida e centrada. Ela não se porta, muito, como mocinha em perigo é corajosa e está disposta a qualquer coisa par ajudar Amon e seus irmãos. Tem como não adorar uma personagem dessa? E o crescimento que podemos ver na personagem durante a leitura é simplesmente admirável.

Amon aparece me causando estranhamento e meio que o achei prepotente inicialmente, mas com o desenvolver da história eu vi que foi só um impressão inicial, Amon é gentil, integro e altruísta, obediente ao trabalho que lhe foi dado a milhares de anos. O cuidado e carinho que ela passa a ter por Lily é lindo e chato ao mesmo tempo e eu adoro isso.

Eu simplesmente amei os irmãos de Amon, Asten e Ahmose. Asten é a representação do deus das estrelas é egocêntrico, atirado e vaidoso, mas também é corajoso e fiel ao seus irmãos. Ahmose é a representação do deus da lua, ele é tímido e carinhoso ainda que aparente ao contrario, adora zombar do Asten e assim como seus irmãos é fiel a tarefa que lhes foi entregue a milênios.

Gente vou dizer para vocês, eu tinha uma expectativa enorme sobre esse livro novo da Colleen, sendo sincero eu tive medo dela não conseguir ter êxito nessa nova série como ela teve com a Saga do Tigre, nós sabemos que nem todos os autores conseguem se sair bem numa nova história, principalmente quando obteve tanto sucesso. Mas com O Despertar do Príncipe a Colleen mostrou que ela se garante e que ela não será marcada como autora de um sucesso só.

O livro é simplesmente maravilhoso, fiquei completamente envolvido com a história e me surpreendi com vários momentos presente nele, os personagens são super carismáticos e marcantes, e podemos ver com clareza a marca da Colleen no uso da mitologia, ela simplesmente escreveu com perfeição e soube usar muito bem os mitos egípcios. Escrevi essa resenha enorme e ainda assim não sinto que me expressei por completo o livro é muito bom!!

O Despertar do Príncipe é um daqueles livros que te envolve, cheio de emoções, mitologias e muito bem escrito, está entre as minhas melhores leituras do ano. Agora só resta esperar ansiosamente por O Coração da Esfinge, o segundo livro da série, que deve sair somente no ano que vem. A capa do livro é belíssima toda metalizada e com alto-relevo, a diagramação do livro é boa, não encontrei nenhum erro de revisão e a fonte tem um tamanho agradável a leitura.

Classificando:

17 comentários:

  1. Eu ainda não li nada Colleen, mas pelas resenhas que venho lendo aqui no blog estou começando a me interessar pelos livros dela. Gostei demais desta história, que maluco você em um museu e uma múmia volta a vida, amei... deve ser uma história fascinante mesmo. Gostei muito da sua resenha e da dica!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Se eu já tava com vontade de ler esse livro, agora que eu estou mesmo hahahah Ainda não li nenhum livro da autora, mas sei que ela é amada por muitos, e isso é mais um motivo de eu ler o livro! É a primeira vez que vejo uma resenha de O Despertar do Príncipe, e eu achei simplesmente incrível! Vi que a história tem um mistério bem legal, adooooro!

    ResponderExcluir
  3. ainda nao li nada da autora mas eu to doidaaa para ler esse livro logo! todos estao falando mtt bem dele e dps da sua resenha me deu vontade de ler mais ainda..

    ResponderExcluir
  4. Oi Ali!!
    Também sou super fã da Colleen e ela é uma das minhas escritoras favoritas! Eu quero muito ler O despertar do príncipe! Só que estou com um pouco de receio de não gostar tanto quanto gostei da saga do tigre.
    Espero estar errada.
    A mitologia da Colleen é realmente o seu diferencial, pois ninguém consegue escrever tão bem escrito e com uma narrativa tão cheia de detalhes quanto a dela.
    Acho que vou gostar muito de Lily! Gosto de personagens com personalidade forte e que faz tudo por quem ama.
    Beijos!!
    umlugarparaleresonhar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Ali! Não li nenhum livro da Colleen, mas estou roendo as unhas para ler O Despertar do Príncipe. Já me identifiquei com a Lily e com sua personalidade. Queria ler antes do evento de lançamento aqui em Salvador, porque seria uma prazer conhecê-la. Tomara que eu consiga, né? Hahaha!
    Um beijo!
    www.raciocinacomigo.com

    ResponderExcluir
  6. Ainda não li nenhum livro da autora, mas não me falta vontade. Quando esse livro foi lançado, chamou a minha atenção por causa da capa *u* Aí quando eu li mais, vi que envolvia mitologia :33 Daí fiquei super curiosa... Agora que li tua resenha, tô super ansiosa pra conhecer a história.
    Vai ter um evento aqui na minha cidade em que a Colleen estará *uuu*

    ResponderExcluir
  7. Estou doida pra ler esse livro, gosto muito da escrita da Colleen Houck e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais ansiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  8. que capa fod*! eu ainda não li nenhum livro da colleen e tô louca para ler esse!

    ResponderExcluir
  9. O Despertar do Príncipe foi o principal, se não o único, lançamento deste mês da Editora Arqueiro que me agradou. Pertencente série Deuses do Egito, esse livro está me trazendo bastante expectativas. E pelo que li da resenha, ele não deixa nada a decepcionar, repleto de emoções.

    ResponderExcluir
  10. Nossa Alisson...Fiquei ainda mais curiosa para ler o livro. Eu não li a outra série da autora, mas esse livro me despertou muito a curiosidade. Que bom saber que a autora se saiu bem nesse livro também e que você aprovou. Adorei a resenha tao elogiosa...e quero muito ler.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Sua resenha está muito boa.
    Bom lendo a resenha achei a história meio que do mesmo tipo de A Maldição do Tigre, mas com protagonistas diferentes e um lugar diferente, como gostei muito da coleção de A Maldição do Tigre (Apesar de em alguns pontos ter odiado muito a Kelsey) pretendo ler a série O Despertar do Príncipe, parece ser muito boa.

    ResponderExcluir
  12. Oi Alisson,
    Não gosto muito da mitologia egípcia, mas se tratando da Colleen é claro que eu quero haha, fiquei apaixonada com a escrita da autora. Pelo que eu pude ver a Lyli é diferente da Kelsey (só espero que os mimimis não apareçam depois rsrs).
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  13. Querendo e desejando mtooo o livro, na verdade ja comprei... hahaha. Vi numa promoção e comprei.
    Colleen tem uma escrita mtooo gostosa e o bom q ela introduz a gente a essa cultuta egipcia que eu amooo, sempre gostei e acho mto rica e cheia de misterios.
    Amei saber que é uma das suas melhores leituras do ano! Com certeza me animou ainda mais a ler logo!
    E essa capa????? Acho que uma das mais lindas que ja vi!

    ResponderExcluir
  14. Esse livro tem sido tão bem recebido ultimamente por todos os leitores que eu fiquei com uma imensa vontade de conferir a trama por mim mesma. Confesso que achei um pouco inverídica a forma como os protagonistas se encontram e tudo acontece, mas mesmo assim gostei da forma como a autora misturou aventura à mitologia. Além disso, protagonistas fortes sempre me deixam curiosa por conhecê-las.

    ResponderExcluir
  15. Estou louca para ler esse livro, mas vou esperar baixar o preço (ou a black friday XD) porque tá difícil essa vida com salário de estagiária no Brasil Kkkkk

    Amei sua resenha e como sempre você me deixou louca para ler. É um alívio ver que tantas pessoas estão gostando desse novo livro, pois como você bem disse, nem todas as autoras se saem bem em suas novas histórias.

    Resenha | Os homens que não amavam as mulheres
    Blog | Paixonites Literárias Xx

    ResponderExcluir
  16. Ali não preciso me desmanchar em elogios aqui pq você sabe o quanto amei esse livro e esses irmão, e até mesmo Lily, que apesar de ter seus momentos Kelsey é muito melhor do que a dica cuja de Tiger's Course. Além disso, a escrita de Colleen está ainda melhor e a forma como ela conduz a narrativa é impressionante. Assim como você já estou doida pelo próximo livro, não vejo a hora de encontrar Asten, Ahmose e Amon novamente ♥

    ResponderExcluir
  17. Não irei ler, pq parecer com a saga do tigre, olha tomara que ela lance um livro bom, pq meus colega dizer que é saga do tigre idêntica
    tenxxxteen.blogspot.com/

    ResponderExcluir