23 de novembro de 2015

Resenha: Me Abrace Mais Forte - David Levithan

Título: Me Abrace Mais Forte (Hold Me Closer: The Tiny Cooper Story)
Série: Will Grayson, Will Grayson
Autor: David Levithan
Editora: Galera Record
Ano: 2015
Páginas: 224
Já Resenhei: Will & Will
Do universo de Will & Will: Um nome, um destino, conheça a história de Tiny Cooper em um fabuloso musical Uma novela musical do universo de Will & Will – um nome, um destino, escrito em parceria com John Green e o primeiro livro juvenil com protagonista gay a figurar na lista do New York Times. Em Me abrace mais forte, o personagem Tiny Cooper, um dos mais carismáticos da trama, disponibiliza o roteiro do musical que acompanha sua trajetória: do berçário até o ensino médio. Com participação especial do fantasma de Oscar Wilde, o roteiro revela os detalhes da vida amorosa de Tiny, seu relacionamento com seus vários ex-namorados, a amizade com a babá lésbica, a relação com os pais e o encontro com o amigo Will Grayson.
Então eu nem preciso mais expor aqui o meu amor pelo David Levithan, né? Quando ele anunciou um livro para um de "seus" personagens que eu mais amo claro que fiquei louco para ler! A Galera demorou um pouco para lançar o livro, mentira eu que sou apressado, mas enfim o livro saiu e fui louco comprar ele para ler e conhecer um pouco mais do mundo do maravilhoso Tiny Cooper.

Tiny transformou sua vida em um musical dividido em dois atos. No primeiro ato do musical ele nos apresenta seu nascimento e como o seus pais lidaram com a ideia de ter um bebê como ele que sempre foi tão grande e desde sempre mostrou ser gay, ainda nesse primeiro ato ele nos apresenta a Lynda sua babá lésbica que lhe ensinou grandes lições de vida.
Por enquanto, só vou dizer isto: meu nome é Tiny Cooper e está na hora de abrir as cortinas para minha história bombástica, impressionante e espero que também estupenda.
E assim ele vai narrando o seu crescimento e desenvolvimento, como surgiu a sua amizade com o Phil Waryson (Will Grayson) e como ele se descobriu como um garoto gay e como ele decide viver sua vida como um garoto gay. Até que chega ao segundo ato do seu musical, em que Tiny apresenta sua busca pelo amor, a busca pela pessoa que faria seu coração bater mais forte.
Eu tinha muitos amigos, não havia escassez de convites para festas de aniversários em meu escaninho, mas eu ainda não tinha encontrado meu comparsa, meu companheiro de aventuras, a mão direita por quem eu daria meu braço esquerdo.
E aí, Phil Wrayson entrou em minha vida.
Mas o que temos nesse segundo ato é como o Tiny começa um relacionamento e como eles sempre terminam, assim o segundo ato se resume numa parada dos ex-namorados do Tiny e a marca que cada um deixou em sua vida e o que ele aprendeu com cada um.
TINY:
Eu nasci desse jeito
E consegui me manter assim.
Agora, embarco em busca do amor.
Em busca do amor eu vou sim!
Tiny é realmente um dos meus personagens prediletos, ele é irreverente, destemido e feliz com a pessoa que ele é, não se importa com o que os outros pensam ainda que isso não o deixe isento de se machucar e sofrer, e claro adoro todo esse amor dele pela música.
TINY:
É sempre mais fácil culpar os outros por nos impedirem de fazer alguma coisa. Mas ás vezes a única pessoa que nos impede... bem... somos no mesmos.
O livro traz ainda personagens muito interessantes para a trama/musical como a Lynda a babá lésbica de Tiny que acaba por ensiná-lo muito sobre a vida, os pais de Tiny que são simplesmente maravilhosos e seu amigo Phil Waryson que sempre está lá para dar apoio a Tiny.

Gente posso dizer que simplesmente amei esse livro, ele foi muito melhor do que eu esperava e só confirmou meu amor pelo Tiny, eu ainda não tinha lido um livro em formato de roteiro, porém o David Levithan mostrou destreza ao fazê-lo, o livro é envolvente, a história do Tiny é muito boa e as músicas escritas para o musical são a melhor coisa do livro, e mais uma vez David me deixa encantado. O livro mostra a história de Tiny do momento de seu nascimento até o final de seu ultimo relacionamento, e nesse espaço de tempo podemos ver as lições que o personagem aprendeu e como ele cresce a partir de seus bons e maus momentos.

Me Abrace Mais Forte foi uma leitura muito gostosa e envolvente, esse é mais um livro maravilhoso do David Levithan, como sempre um livro que reflete o amor, em suas diversas formas e facetas, tornando impossível não amar ainda mais Tiny Cooper. A capa do livro sinceramente não me agradou nem um pouco, ela não faz jus a capa original que é simplesmente maravilhosa, a diagramação do livro é ótima, não encontrei nenhum problema com a revisão e a fonte tem um ótimo tamanho para a leitura. Não gostei muito do livro em páginas brancas, mas as páginas brancas não dificultam a leitura, meu problema foi mais por uma questão de estética.

Classificando:

5 comentários:

  1. Que diferente, um livro presente no universo de outro, gostei. É muito bom as editoras brasileiras investirem neste gênero de livro, muito legal mesmo. Quando a história do livro eu gostei, achei bem interessante, mostrar a vida do personagem desde seu nascimento até a fase adulta e ainda mais em forma de musical, nunca tive contato com uma obra assim, então gostei muito de conhecer... Sua resenha está ótima, parabéns!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Se eu levar em conta a admiração com que tu fala do David, Ali, vou acabar comprando todos os livros dele! Kkkkk Tu é realmente um fã, né? Kkkkkk. O único livro do David que eu li foi Naomi & Ely e foi uma leitura realmente satisfatória. Gostaria de ler mais livros dele. Um beijo!

    ResponderExcluir
  3. Alisson,não li nada ainda a respeito desse personagem Tiny Cooper,ele me parece bem convicto e certo daquilo que quer para ele.O que achei bem forte em sua personalidade e que independentemente de estar certo ou errado e do que os outros pensam ele já fez suas escolhas e é bem convicto de suas decisões.Numa coisa concordo com ele se tem alguém que nos impede de fazer alguma coisa somos nós mesmos.

    ResponderExcluir
  4. er... acho que preciso desse livro, e dessa vez nem é por causa da capa. hahaha. ando precisando me jogar mais nesse mundo literário gay e, vamos combinar que a história é bem interessante.

    próxima parada na livraria será pra comprar ele. ;)

    ResponderExcluir
  5. Bom, eu ainda não li nem um livro do David Levithan, mas não leio por falta de vontade, por que tenho diversos livros dele que quero muito ler e estão em minha lista de leituras, mas sim, não leio por que ainda não tenho nem um livro dele, mas futuramente pretendo comprar, lendo sua resenha acredito que irei gostar desse livro, parece ser bom.

    ResponderExcluir