11 de janeiro de 2016

Resenha: Obsidiana - Jennifer L. Armentrout

Título: Obsidiana (Obsidian)
Série: Lux #1
Autor: Jennifer L. Armentrout
Editora: Valentina
Ano: 2015
Páginas: 320
Livro cedido pela editora para leitura 
Começar de novo é uma porcaria. Quando nos mudamos para West Virginia antes do último ano de curso, eu tinha me resignado ao sotaque engraçado, ter conexão de internet ruim e me cansar da vida monótona como uma ostra... Até que eu vi meu vizinho sexy, tão alto e com esses impressionantes olhos verdes. As coisas pareciam estar melhorando. E então ele abriu a boca. Daemon é insuportável e arrogante. Nós não nos damos bem. Nada, nada bem mesmo. Mas quando um estranho me atacou e Daemon congelou o tempo, literalmente, com um movimento de sua mão... Bem, algo aconteceu... Inesperado. O sexy alienígena que vive do outro lado da rua. Sim, você ouviu direito. Alien. Acontece que Daemon e sua irmã têm uma galáxia cheia de inimigos que querem roubar suas habilidades, e o toque de Daemon fez com que eu parecesse um daqueles sinais luminosos em Las Vegas. A única maneira de sair dessa viva é ficar colada a Daemon até que minha "luz" extraterrestre se apague. Isso se eu não matar a Daemon antes, claro.
A muito tempo eu tomei conhecimento sobre essa série e sabia que a galera é completamente fascinada por ela, então sem sobra de dúvidas foi uma festa quando a Valentina anunciou que iria trazer o livro por Brasil, bem eu não sabia o que esperar do livro, mesmo com geral dizendo que ele era perfeito e tudo mais, só sabia que era sobre aliens e assim fui e mergulhei de cabeça na leitura.

Katy e sua mãe deixaram a Florida afim de deixar lá a tristeza deixada com a morte do pai de Katy, e assim elas poderiam começar uma nova vida do zero, mas o que ela não imaginava é que sua mãe iria arrastá-la para West "Deus me livre" Virginia, como ela mesma diz, mas Katy já tinha aceitado a nova situação. Mas sua mãe sabe que não está sendo fácil para ela e por isso quando chega em casa trata logo de dizer a filha que elas tem vizinhos da mesma idade que ela e que um deles é muito gato e que ela deveria ir até lá e se entrosar com eles.
— Então, hoje de manha vi uma coisa interessante.
Só Deus sabe o que poderia ser. Sorri.
— O que?
— Já reparou que na casa ao lado tem dois adolescentes mais ou menos da sua idade?
O cão farejador que vivia dentro de mim levantou as orelhas, em alerta.
— Jura?
Katy não acha uma boa ideia, mas ainda assim ela segue o concelho da mãe e vai até a casa vizinha para com a desculpa de descobrir onde fica o supermercado mais próximo e assim que a porta é aberta Katy fica perplexa, o que sua mãe falou não faz jus a pessoa que está em sua frente, ele não é gato ele é um deus! Mas assim que ele abre a boca todo o encanto se desfaz, pois, Daemon é muito rude, arrogante e mal educado e humilha Katy completamente, mas passa a informação do supermercado ainda que de mau gosto. Já no supermercado Katy conhece Dee, a irmã de Daemon, uma pessoa completamente diferente dele, gentil, educada e agradável, logo as duas já estão conversando e assim começa a amizade delas.
— A gente se vê por aí, gatinha! — gritou, antes de bater a porta de casa, rindo.
Meus olhos ardiam com lágrimas de raiva e constrangimento. Meti a chave na ignição e engatei a ré. "Faz um esforço", foi o que a mamãe dissera. Isso é o que acontece quando você faz um esforço.
Daemon não vê com bons olhos a amizade de Dee e Katy, e Katy não consegue entender o porque. Daemon faz todo o tipo de provocação possível somente para aborrecer Katy e com o passar do tempo coisas estranhas começam a acontecer e Katy começa a ficar desconfiada, principalmente com a forma que Daemon age, até que ele fica em perigo e Daemon a salva, e assim ela descobre que seus vizinhos são aliens e que por tê-la salvado agora ela está marcada com a energia aliem que pode atrair os inimigos deles diretamente para ela e que devido a isso ela deve ficar próxima a Daemon a até a tal energia se dissipar, para que ele a proteja caso algum inimigo apareça, Mas Katy não suporta a presença de Daemon e assim como ele não suporta a dela, não vai ser fácil ter Daemon como baba, tanto por sua arrogância quanto por sua beleza.
— Qual é a merda do seu problema?
Ele me encarou com uma expressão estranho no rosto.
— Você.
— Eu sou o problema? — Dei um passo adiante. — Eu nem te conheço. E nem você me conhece.
— Vocês são todas iguais. — Contraiu os maxilares. — Não quero te conhecer. Não quero.
Joguei as mãos para o alto, frustrada.
— Bom, por mim tudo bem, colega, porque eu também não quero te conhecer.
— Daemon — interveio Dee, apertando o braço dele. — Deixa disso.
Ele franziu os olhos e me encarou.
— Não gosto de sua amizade com minha irmã.
Katy é uma ótima personagem, ela não abaixa a cabeça para Daemon e sempre bate de frente com ele, ela é amiga e confiável e gente ela é blogueira houve basicamente uma grande conexão com a personagem, é muito divertido ver a Katy dividida entre a admiração e o ódio pela Daemon.

Daemon é um deus, corpo maravilhoso, cabelos lidos e aqueles olhos verdes intensos e arrebatadores, ele começa um personagem completamente insuportável, mas com o passar da história a gente vai conhecendo o personagem e passa a amá-lo, ou ao menos ter uma relação de amor e ódio com ele. Porém quando ele não está sendo insuportável ele é delicado, gentil, amigo e protetor, Daemon faria de tudo para manter Dee a salvo.

Dee é uma fofa, chego a dizer que ela é uma boba alegre rsrs, ela fica completamente feliz por Katy ser sua amiga e principalmente depois de todas as investidas de Daemon para que ela desistisse. Dee é uma boa amiga, gentil, educada e louca por sorvete.

Gente mas que livro foi esse?  A cada página que lia eu me apaixonava mais pela leitura e Daemon me fez ter várias reações e tinha tempo que um personagem não fazia isso comigo, adorava a birrinha entre Katy e Daemon. A história é envolvente e flui de forma maravilhosa, eu já estou completamente louco para ler o próximo livro, mas não há certeza do mês lançamento ainda e estou resistindo para não ler a tradução fã-made da internet, mas está sendo difícil rsrs. Para quem não sabia o que esperar da leitura, ela foi simplesmente maravilhosa.

Obsidiana foi uma maravilhosa surpresa, uma história envolvente e com personagens interessantes e bem desenvolvidos, espero que Onyx seja lançado o mais rápido possível que vai ser realmente MUITO difícil ter que esperar por muito tempo!! A capa do livro é igual a original e eu gosto muito dela, principalmente por que a fonte do titulo da capa foi a que votei na seleção, não encontre nenhum problema com a revisão, a diagramação do livro está ótima, coisa mais do que normal nos livros da Valentina e a fonte tem um ótimo tamanho para leitura.

Classificando:

6 comentários:

  1. A Grazy do Cantar em verso adorou tbm kkkkkk lembro dela ter comentado com muita alegria sobre o livro na Retrô da Valentina em Aracaju. Agora vc tem que se aguentar até a valentina lançar a continuação. Não vale pegar na web kkkkkkkkk Boa sorte na ansiedade kkkkk

    Abraço, Alisson.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh Pedro to tentando!!! A Grazy não aguentou, mas esperar até março vai ser difícil!!
      Vou te emprestar o livro para você ficar na ansiedade também!!!

      Xo

      Excluir
  2. Li muitos comentários positivos em relação a este livro. Gostei da sua resenha, mostrou alguns pontos que eu ainda não conhecia. Não sei se no momento leria este livro, meio que estou cansada de garotinhas que se apaixonam por seres sobrenaturais, mas é um ótima leitura para descontrair. Acho que você deve aguardar o lançamento, a espera é boa..rs...
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu bem que estava pensando assim May, mais uma vezes uma garota apaixonada por seres sobrenaturais, mas fui surpreendido e amei o livro, quando o segundo sair da uma chance!!! Eu ficarei aqui morrendo esperando o próximo sair!

      Xo

      Excluir
  3. Também gosto da capa!

    Ouvi comentários sobre esse livro e até comparações com a história de uma garota que se apaixona por um vampiro. Quando resolvi embarcar nessa viagem a West Virginia, esperava por algo clichê, que de fato existe, mas de forma moderada e surpreendente. Curti muito! Tudo que li sobre o universo Alien nesse livro, contradiz o pouco de conhecimento que obtenho desse universo/ser além de me expôs a sentimentos como ódio/amor/tesão/frustração/satisfação e admiração pelos personagens apresentados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa você gostou mesmo do livro né? kkkkkkkkkkkk Daemon também me causou todas essas sensações a trama é muito boa ainda com seus pequenos clichês e comparações valeu muito apena ler!!

      Xo

      Excluir