12 de fevereiro de 2016

Resenha: Enquanto Bela Dormia - Elizabeth Blackwell

Título: Enquanto Bela Dormia (While Beauty Slept)
Autor: Elizabeth Blackwell
Editora: Arqueiro
Ano: 2016
Páginas: 368
Livro cedido pela editora para leitura
Nos salões de um castelo, uma confidente leal guardou por muitos anos os segredos de uma rainha linda e melancólica, uma princesa que só queria ser livre e uma mulher que sonhava com a coroa. Esta é sua história.
Ambientada em meio ao luxo e às agruras de um reino medieval, esta releitura de A Bela Adormecida consegue ser fiel ao clássico ao mesmo tempo que constrói uma narrativa recheada de elementos contemporâneos. Nessa mescla, os dramas de seus personagens – um casal infértil, uma jovem que não aceita viver em uma redoma e uma família despedaçada pela inveja – tornam-se atemporais.
Quando a rainha Lenore não consegue engravidar, recorre aos supostos poderes mágicos da tia do rei, Millicent. Com sua ajuda, nasce Rosa, uma menina linda e saudável. No entanto, a alegria logo dá lugar às sombras: o rei expulsa de suas terras a tia arrogante, que então jura se vingar. Seu ódio se torna a maldição que ameaça a vida de Rosa. Assim, a menina cresce presa entre os muros do castelo, cercada dos cuidados dos pais e de Flora, a tia bondosa e dedicada do rei que encarna a fada boa do conto original.
Mas quando todas as tentativas de proteger Rosa falham, é Elise, a dama de companhia e confidente da princesa, sua única chance de se manter viva. E é pelos olhos dessa narradora improvável que conhecemos todos os personagens, nos surpreendemos com o destino de cada um e descobrimos que, quando se guia pelo amor – a magia mais poderosa do mundo –, qualquer pessoa é capaz de criar o próprio final feliz.
Se tem um conto de fadas que me encanta até hoje é o da Bela Adormecida, ele sem dúvidas é o meu preferido, pois a princesa é encantadora e o príncipe tem que batalhar muito para enfim chegar até ela e a vilão é simplesmente fantástica, amo a Malévola, então claro que nem pestanejei em solicitar essa releitura do conto a Arqueiro para resenhar aqui pro blog né?

Elise viveu toda sua vida numa fazenda com sua família, as coisas não eram fáceis, mas ela se esforçava para ser boa e para atender as demandas de sua mãe que lhe ensinava como se portar e a ler e escrever, mesmo elas vivendo uma vinda simples e recatada, mas as coisas começaram a mudar quando chegou o dia em que Elise descobriu a historia de seu concebimento. A partir desse momento ela se esforçou mais ainda e sonhava em ir para o castela trabalhar e fugir daquela vida miserável, mas foi quanto um surto de varíola atacou toda sua família deixando apenas ela, um irmão e pai como sobreviventes que ela tomou a decisão de ir embora da fazenda em busca de seu destino.
— Não se preocupe — acalmei-a. — Vou arranjar um lugar no castelo. Vou deixá-la orgulhosa.
Elise foi a procura de sua tia, que a recebeu de braços abertos depois que descobriu o que havia acorrido, essa tia ajudou-a a chegar ao seu tão sonhado destino o castelo, lá Elise procurou pela governanta a Sra. Tewkes, que foi uma grande amiga de sua mão, logo a senhora arranjou um trabalho para Elise que ficara muito feliz e satisfeita, logo vivendo no castelo Elise acompanhava todos os acontecimentos e a mesma logo notou que Millicent a tia do rei era uma pessoa a ser temida, porém ao mesmo tempo a admirava, isso claro sem contar a rainha Lenore que sempre fora encantadora a seus olhos.

O tempo foi passando e Elise subindo de posição em seus serviços no castelo e a proximidade com a rainha deixou claro para Elise a dificuldade da rainha em prover um herdeiro do trono, mas a alegria foi enorme quando enfim a rainha Lenore ficou gravida, Millicent estava sempre se impondo sobre a rainha, nem desses momentos o rei acabou por se aborrecer e expulsar a tia do castelo, a rainha entrou em desespero porém o rei não mudou de opinião, enfim a criança nasceu, Rosa a nova herdeira do trono, mas em seu batizado Millicent apareceu e amaldiçoou-a e a sua família, logo a rainha explicou ao rei que foi graças a um ritual feito por Millicent que ela havia engravidado e por isso ela  ficou tão desesperada quando Millicent foi expulsa e não foi convidada para o batismo de Rosa. É a partir desse momento que Elise se vê presa a teia de acontecimentos que viram a ocorrer com o passar dos anos.
— Minha tolerância chegou ao fim — declarou ele, a voz ribombando em mal controlada fúria. Fez um sinal para o cavaleiro a seu lado e disse: — Thendor, acompanhe minha  tia Millicent ao quarto dela e a mantenha lá, sob a vigilância de guardas.
— Talvez você deva consultar sua  esposa antes de fazer esses pedidos precipitados — murmurou Millicent.
— A rainha obedece a mim! — trovejou o rei. — Nesta e em todas as outras questões — acrescentou. Virou-se para nos homens às suas costas: — Levem-na daqui! Não posso mais suportar olhar para ela!
Elise sempre fora uma garota obstinada e decidida, e sinceramente é muito fácil gostar dela durante toda a leitura, ela toma algumas decisões imprecisas durante a trama, mas não ruins, afinal ela era apenas uma menina quando chegou ao castelo, com o passar do tempo e claro da leitura Elise se mostra uma personagem forte, leal e de grande cárter.

Antes de ter seus próprios filhos Elise depositou todo o seu amor e cuidado a princesa Rosa, ela era um pouco rebelde e mimada, sempre conseguiu tudo que queria do pai, mas nem por isso deixava de ser leal e sabia qual era seu lugar na realeza, Rosa é encantadora e um pouca chatinha ao mesmo tempo.

Alguns outros personagens também possuem papel importante na trama com a Rainha Lenore que sempre tratou Elise muito bem e com o passar dos anos se tornaram amigas, Marcus que é o primeiro a amor de Elise e nos proporciona bons momentos no livro e Petra a primeira e melhor amiga que Elise teve em sua estadia no castelo.

Bom gente como começar a falar desse livro? Vamos começar com os detalhes positivos? Ok! A trama do livro é ótima e muito bem trabalha, detalhada e profunda, a autora sabia o que estava fazendo, os personagens são muito bem trabalhados. A protagonista Elise é encantadora e torna a história muito mais interessante, e a as reviravoltas são de tirar o folego.

Bom agora vamos ao pontos negativos, para mim, se tem uma coisa que não suporto é o "e se" para mim não existe "e se" e a autora utiliza muito disso na primeira parte do livro, com a Elise se indagando como seriam as coisas se ela tivesse agido de forma diferente. A trama é tão bem trabalhada que ela chega a ser muito densa e torna a leitura um pouco cansativa. O final é simplesmente esplendido, porém não me agradou, aquela sensação de poxa sério? O reino passou por tudo isso para acontecer isso? E para finalizar eu não gostei de terem humanizado o conto ainda que houvesse um certo tom de magia, tudo que aconteceu foi obra da mão do homem, e eu amo A Malévola se transformando em dragão.

Enquanto Bela Dormia foi uma leitura agradável, não foi tão fantástica quanto eu esperava, afinal a fantasia foi retirada a história, porém se dúvidas foi uma leitura satisfatória e muito longe de ser ruim. O livro sem duvidas é um ótima releitura, escrita com maestria, mas infelizmente não me agradou completamente. A capa do livro é meio neutra, não achei feia e nem bonita, a diagramação do livro está bom, encontrei apenas um pequeno problema com a revisão, uma letra trocada, e a fonte tem um tamanho agradável para leitura.

Classificando:
  

18 comentários:

  1. Oi Ali!

    Até hoje não sei qual é o meu conto de fadas preferido, mas suponho que seja Rapunzel, não tenho certeza. Mas enfim, gosto muito de Bela Adormecida também. Também gosto demais da Malévola e acho que essa parte de terem humanizado a história deixaria as coisas um pouco mais sem graças, sei lá. Beleza que e uma releitura e etc, que a autora queria deixar a história com sua cara apesar de tudo, mas acho que os pontos principais deveriam ser mantidos, sei lá.

    Quando você diz que a trama é bem trabalhada é por conta dos detalhes exagerados também? Eu gosto muito quando narram as coisas direitinho, mas tem autor que sei lá, se passa uma formiga ele vai lá e narra a trajetória da formiga... Isso acaba deixando a leitura bem cansativa mesmo. Mas enfim, pelo menos o seu saldo final de leitura foi positivo, né? Ah, só mais uma coisa: acho que sou uma das únicas pessoas que nunca acha erros de revisão, mesmo nos livros que todo mundo acha (só sou craque em achar erro de concordância e ortografia kkkkkkkk).

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O conto da Rapunzel também é muito bom!! Sabe não vejo problema com a humanização mas que o personagem continue sendo tão foda quanto era na versão original e não aconteceu isso nesse livro, não é pelo execesso de detalhes não, a história é bem escrita mesmo.

      Xo

      Excluir
  2. Oiii!

    Estou com esse livro aqui e adorei ver sua leitura para saber o que me espera, acho releituras maravilhosas e sempre fico com receio se os autores vão conseguir ter um padrão elevado ao reescrever algo que me ganhou primeiramente. Confesso que meu amor é pela Bela e a Fera e já vi diversas releituras, para a Bela adormecida é o primeiro.
    De todos os negativos, nada me desanimou. Vou tentar ler essa semana!
    Ótima resenha!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A bela e a fera é muito amor também! Que bom que meus pontos negativos não te fizeram desistir e espero que tenha gostado da leitura!!

      Xo

      Excluir
  3. Alisson, Bela Adormecida não é meu conto de fadas favorito, mas sou apaixonada por eles por isso solicitei logo também.
    Apesar de realmente terem tirado a fantasia e isso ser meio chato ainda estou ansiando pela leitura.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Déborah ahhh cadê inovo que gata da bel adormecida? Espero que você tenha gostado da leitura do livro!!

      Xo

      Excluir
  4. Bem, esses "e se", é complicado, acredito que seja um ponto que eu também não iria gostar, mas apesar da parte negativa da trama, estou ansiosa para ler Ali! Adoro releituras, pode ser meio clichê usar o que já foi feito, mas me encanta sabe? Dá uma perspectiva diferente sobre um conto que conhecemos, eu não tenho um conto de fadas favorito, mas gosto do Bela Adormecida e acho a Malévola bem legal, uma ótima vilã, rs. Uma coisa que notei na resenha e que me deixou na dúvida, o foco principal da trama é com a Elise? A Rosa pelo visto é nossa princesa, então digamos que a Elise, seria a principal nessa releitura? Se for, é um ponto interessante e gostei de saber que ela é uma personagem que o leitor vai gostar, pois tem umas mocinhas, que olha, fica dificil suportar, rs.

    http://www.daimaginacaoaescrita.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O foco da trama é sim a Elise, Rosa só aparece quase na metade do livro kkkkk não é nada clichê usar algo que já foi feito para se reinventar na verdade também amo releituras algumas são ótimas outras prefiro nem comentar kkkkk

      Xo

      Excluir
  5. Helloo, Alisson! Tudo numa nice?!
    Ah, desde que vi a capa desse livro estava ansiosa para ler. Ainda tenho esse problema de gostar da capa e imediatamente precisar ler o livro. Não me importava como seria de verdade. Não que eu goste de todos os livros que gostei da capa. O meu conto de fada favorito é a Bela e a Fera, mas gosto também da Bela Adormecida, apesar de não conhecer a fundo a estória como outras, por exemplo, Cinderela.
    Confesso que me senti um pouco perdida, acho que porque não conheço direito a Bela Adormecida, só vi a parte que o príncipe acorda ela com um beijo. Era esse que eu via nos desenhos da Cultura.
    Enfim, eu quero ainda ler o livro, mas com poucas expectativas, e depois de ler o montante que tenho para ler, porque essa parte do "e se" me incomodou. Não quero chegar no final e ter essa sensação de que poderia ter havido outras coisas.
    E pelo que percebi a obra gira em torno da Elise, né?!
    Espero pelo menos gostar...
    Beijin...
    P.S.: Desculpa pelo spoiler do pai do Soluço, às vezes eu acho que todo mundo já assistiu, sabe?! Sorry...
    Pieces of Alana Gabriela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiro não desculpo o spoiler kkk brinca sem problema! Segundo a história é sim ficada na Elise.
      Como assim não conhece a história da bela adormecida toda vai ver o filme da Disney mulher kkkkk o e se irrita um pouco mas em certo ponto da história el para de aparecer. A capa do livro é linda mesmo espero que tenha gostado do livro!!

      Xo

      Excluir
  6. Bela adormecida nunca foi meuconto preferido, só passei a gostar depois de Malévola haha achei que o livro ia girar mais em torno da menina e não de um outro personagem que eu nunca vi, como essa Elise, mas se é uma releitura né? Ta ok. Odeio "e se" em história porque daí o personagem começa a divagar sobre as coisas, a refletir e fica muito chato. Ainda assim, quero ler esse livro porque gosto de releituras e quero saber o que vou achar dessa.

    beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O queeeeeeee? Ahh sim tá perdoada! Malévola rainha das bruxas ela é muito foda! Sim gira em torna de Elise que nunca ouvimos falar kkkkkkkk o e se some depois de um tempo mas irrita um pouco no começo do livro. Ainda assim vale a pena ler o livro!!

      Xo

      Excluir
  7. Oiee ^^
    Bela Adormecida não é, nem de longe, o meu conto de fadas favorito, mas eu tenho muita curiosidade de ler esse livro, principalmente por conta das resenhas positivas dele que eu andei encontrando. Fiquei animada ao saber que o livro tem reviravoltas de tirar o fôlego, e mais ainda ao saber que a protagonista é uma personagem não-chatinha. Mas é uma pena que a leitura não tenha sido 100%, e o final tenha te decepcionado :/
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como assim esse tratamento com meu conto favorito? Tem que gostar kkkkkkk 😜 Mas ao menos você quer ler o livro né já mais um alívio, verdade o livro não foi 100% mas foi bom vale a pena.

      Xo

      Excluir
  8. Oi, Alisson!
    Eu gosto desse conto de fadas, mas não é o meu favorito, na verdade nem sei se tenho um favorito. Malévola é uma vilã fascinante e sempre que leio algo sobre esse conto de fadas me lembro do filme Malévola que eu achei o máximo.
    Gosto de livros que trazem reviravoltas, para mim isso serve para deixar a leitura mais instigante, gosto também quando tudo é bem detalhado, isso me faz sentir como se tivesse vivenciando a história.
    Essas releituras acabam muitas vezes deixando a fantasia de lado e é isso que me incomoda um pouco a ponto de muitas vezes desistir da leitura.
    Beijão!
    Lilica - O maravilhoso mundo da leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São muitos para escolher a penas um né? Eu te entendo, Malévola é realmente maravilhosa. Eu até nem ligo para quando retiram a fantasia, mas para mim é importante que o personagem seja tão impactante quanto ele era na versão original do conto.

      Xo

      Excluir
  9. Ali ao contrário de você eu não me simpatizei muito com a Elize, ma verdade com nenhum dos personagens, nenhum deles foi marcante e senti que faltou mais vilãnia para Millicent, e sou obrigada a concordar que essa coisa do "e se" irritou bastante e tornou a narrativa mais arrastada do que já estava. Também achei a trama bem elaborada, e gostei muito do final, mas gostei mais do caminho para chegar lá do que do final em si e o que mais gostei foi a autora trazer a história para a realidade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Juh os personagens não são tão marcantes né? Mas eu realmente gostei da Elise, mas faltou sim hilária na Millicent por isso disse que não gostei da falta da fantasia na história, ehh e se chato da gota mas a trama faz a leitura valer a pena!

      Xo

      Excluir