18 de abril de 2016

Resenha: Uma História Incomum Sobre Livros e Magia - Lisa Papademetriou

Título: Uma História Incomum Sobre Livros e Magia (A Tale of Highly Unusual Magic)
Autor: Lisa Papademetriou
Editora: Arqueiro
Ano: 2016
Páginas: 192
Livro cedido pela editora para leitura
Duas meninas encontram um livro mágico e cada uma se vê envolvida numa história que parece ser contada sozinha.
Kai chega ao Texas para visitar sua tia-avó Lavinia – uma senhora extravagante, durona e fã de hip-hop. Do outro lado do mundo, no Paquistão, Leila deseja ser tratada como uma princesa pela família de seu pai e viver fortes emoções.
Elas só não fazem ideia de que seus mundos completamente diferentes estão prestes a se chocar graças a um enigmático livro em branco.
Quando Kai escreve no livro, suas palavras magicamente aparecem no exemplar de Leila. As meninas então percebem que O cadáver excêntrico reage a cada frase acrescentada – não importa se foi inspirada pelo ataque de um chihuahua ou por um mal-entendido com uma cabra – com um trecho da história de amor vivida por Ralph Flabbergast e Edwina Pickle mais de cinquenta anos antes.
Uma história incomum sobre livros e magia entrelaça essas três perspectivas – de Kai, Leila e Ralph – de uma forma divertida e emocionante. É uma narrativa mágica sobre o destino e os laços invisíveis que nos ligam uns aos outros.
Quando li a sinopse desse livro eu simplesmente fiquei encantado, eu adoro essas história meio encantadas com mágica misturada com realidade, então nem pestanejei e solicitei o livro a Arqueiro para descobrir a história de Kai e Leila.

Kai foi passar uma temporada com uma tia avó que eu mal sabia da existência até sua mãe propor a ideia, Lavinia era uma senhora muito interessante, morava no Texas mas não gostava de ouvir música country, gostava mesmo era de ouvir Jay Z, e não aparentava ter a idade que tinha, pois ela se virava muito bem. Assim que Kai chegou na casa da tia ela soube que uma aventura estava por vir.
— Você mora ao lado de um cemitério? — perguntou, de queixo caído. Segurava a maçaneta com força, como se fosse ser lançada para fora do veículo.
— Vizinhos tranquilos! — fritou sua tia-avó para que Kai conseguisse ouvi-la acima de uma música de Jay-Z  que tocava no rádio em altíssimo volume.
Leila foi passara as férias na casa do tio no Paquistão, ela mora nos Estados Unidos e foi visitar os parentes e aproveitar para conhecer um pouco mais da cultura dela, Leila estava na biblioteca do tio admirada com a quantidade de livros presente na mesma quando foi surpreendida por certo livro.

Durante a estadia das garotas na casa de seus respectivos tios elas acabaram descobrindo um livro chamado O Cadáver Excêntrico, o que seria um livro normal, se ele não interagisse com elas contando aos poucos a história de Ralph Flabbergast e Edwina Pickle, a partir do que elas escreviam nele em alguns momentos elas se assustam com o livro, mas curiosas elas buscam saber o que o livro tanto tentava dizer a elas.

Kai sem dúvidas é a melhor personagem do livro, ela é amiga, educada, companheira, ainda que ela se julgue muito por alguns problemas que aconteceram entre ela e a mãe. Mas ainda assim você se envolve com ela e com toda a personalidade da garota, principalmente quando ela se mostra não tão acostumada com a liberdade a qual a tia a dispõe.

Eu gostei bastante da Leila, ela me provocou boas e grandes risadas, ela é bem insegura de si, principalmente por ter uma irmã gênio e pais estudiosos e ela passar bem longe de ser uma grande estudiosa, ela prefere ler os romances sobre as Irmãs Amada, sinceramente achei ela um pouco fútil no começo da história, mas com o passar da leitura vemos que ela é bem mais do que isso e que a viagem lhe caiu muito bem, pois ela cresce bastante no livro.
Leila percorreu as prateleiras na esperanças de descobrir alguns livros bons. A maioria parecia terrivelmente entediante, do tipo que sua irmã mais nova "academicamente notável", Nadia, gostava de ler. A profundidade do rio. Tom Wickersham. Os documentos de Pealburl.
Tão extraordinária a irmã dela, exclamavam todos. Tão talentosa! Nadia Awen é a menina mais brilhante da escola!
Humpf, pensou Leila. Nadia Awen é tão sem sal...
Gente amei a Doodle, ela é uma nova amiga que a Kai faz durante a estadia com a tia dela, a garota é super divertida e corajosa além de ser um especialista em borboletas. Eu sinceramente tive um misto de emoções com a família de Leila, ela meio que era subestimada por eles, mas num total a tratavam bem.

Ai gente eu esperava bem pouco desse livro, por mais que eu tivesse gostado da sinopse e tudo mais, porém acabei surpreendido a história é muito envolvente e desculpe falar até bem fofa a gente vai criando algumas expectativas para alguns acontecimentos, para que de tudo certo. Os personagens foram bem desenvolvidos e a história é narrada por três visões a da Kai, da Leila e do Ralph. O legal é que fica aquele misto de real e mágico durante a leitura e a gente não sabe se realmente houve magia ou não, o livro é um pouco previsível mas ainda assim ele é muito bom.

Uma História Incomum Sobre Livros e Magia é livro que encanta sem prometer muito e que vai agradar quem procura um leitura rápida e leve. A capa do livro tem muito significado e a achei simplesmente linda, a diagramação do livro está maravilhosa as folhas de aberturas de capitulo são lindas, não encontrei nenhum problema com a revisão e a fonte tem um tamanho agradável para leitura.

Classificando:

Nenhum comentário:

Postar um comentário