30 de agosto de 2016

Resenhando Filme: A Lenda de Tarzan

Título: A Lenda de Tarzan (The Legend of Tarzan)
Direção: David Yates
Gênero: Aventura
Duração: 110 min.
Lançamento: 21 de Julho de 2016
Releitura da clássica lenda de Tarzan, na qual um pequeno garoto órfão é criado na selva, e mais tarde tenta se adaptar à vida entre os humanos. Na década de 30, Tarzan, aclimatado à vida em Londres em conjunto com sua esposa Jane, é chamado para retornar à selva onde passou a maior parte da sua vida onde servirá como um emissário do Parlamento Britânico.





Se teve um a lenda que eu adorava quando eu era criança era a de Tarzan, claro que Disney ajudou muito com os filmes e serie animada do personagem né? Mas também vi outras adaptações para a lenda, quando essa nova versão foi anunciada fiquei realmente interessado nela, ela tinha tudo para ser boa e assim que pude fui correndo ao cinema conferir o filme.

Anos após ter deixada o Congo, Tarzan agora conhecido como John Clayton III, Lorde Greystoke, agora vive em Londres, porém este recebe um pedido da coroa para que sirva como emissário do Parlamento Britânico numa viagem de volta ao Congo, inicialmente ele não vê a proposta com bons olhos, porém acaba sendo persuadido a acaba por aceitá-la.

Ao contraio dele Jane adora a idia de retornar ao Congo, pois ela sente falta dos amigos que ela deixou lá, Tarzan tenta fazer com que Jane desista de acompanhá-lo, mas ele não consegue dizer não a sua mulher, e a assim os dois seguem viagem para o antigo lar de Tarzan, o lugar onde ele conheceu Jane a mulher de sua vida.

Eles chegam ao Congo e Tarzan vai reencontrando seus amigos sejam eles animais ou humanos, assim como ele Jane também encontra seus amigos da tribo em que vivia antigamente com seu pai, a chegada do casal e festejada com muita alegria, mas o que eles não esperavam é que, logo toda a felicidade se tornaria tristeza e que o convite feito a Tarzan para retornar ao Congo era uma armadilha, pondo assim em perigo sua via e a de Jane.

Bem eu realmente não tinha muitas expectativas quanto a esse filme, mas não nego que ele percorreu um caminho que não esperava, no filme temos uma nova história sobre Tarzan e dentro dela flashs do passado dele. Eu gostei do filme, mas ele não causou um grande impacto, a fotografia do filme é muito linda, os efeitos especiais são ótimos, mas achei o roteiro bem fraco, o filme possui alguns personagens que sinceramente não fazem diferença nenhuma para a trama e nossa o vilão é super estereotipado, mas acabei simpatizando com ele rsrs.

A Lenda de Tarzan é um bom entretimento, mas não é um filme grandioso que oferece grandes momentos, vale a pena ver por ser um filme com bons efeitos e fotografia, numa tarde em que você queira se distrair.

Observações:
— Sem sombras de dúvidas Alexander Skarsgård está maravilhoso como Tarzan;
— Não sei se o problema com o vilão foi o personagem ou o ator, é o segundo vilão caricato que o Christoph Waltz interpreta.
— Posso dizer que Jane é a melhor coisa no filme todo?;
— Fora os momentos em que Tarzan está sem camisa claro;
— Gente achei bem boring a forma como a releitura foi feita, mas ainda assim gostei do filme;
— Lua meu bem obrigado pela companhia <3

Classificando:

2 comentários:

  1. Realmente não é um grande filme.
    Não sei se o problema com o Leon Rom(previsível), Tarzan(fraco) e Williams (não fez a menor diferença)foi o personagem ou o ator. E sim Jane é a melhor coisa no filme todo.

    ResponderExcluir
  2. É lógico, que para termos uma história, Tarzan precisa retornar para a selva, porém o argumento que encontraram para tal não é muito convincente e foi imputado apenas como um motivo que nem mesmo o protagonista parece se interessar. Depois disto, voltamos ao velho pretexto que rege as ações do héroi Alexander Skarsgard: Salvar a vida de sua esposa Jane. Ao final ficamos ainda mais incrédulos ao descobrir que todos os passos do protagonista foram arquitetados por um plano de vingança, que é solucionado com três socos, dois gritos e uma conversa de quinze segundos.

    ResponderExcluir