24 de novembro de 2016

Resenha: Muito Amor Por Favor - Arthur Aguiar / Fred Elboni / Ique Carvalho / Matheus Rocha

Título: Muito Amor Por Favor
Autor: Arthur Aguiar / Fred Elboni / Ique Carvalho / Matheus Rocha
Editora: Sextante
Ano: 2016
Páginas: 240
Livro cedido pela editora para leitura
Este livro reúne textos que mostram o amor do ponto de vista de quatro jovens que escrevem sobre relacionamentos legítimos e atuais, que souberam se reinventar. Sem medo de expressar seus sentimentos, deixam para trás estereótipos já obsoletos – como o controlador machista ou o piegas choroso – e falam sobre viver a dois e sobre a natureza das relações em todos os seus aspectos. Assim, cada autor reflete sobre o amor representado por um elemento: Arthur Aguiar escreve que "O amor é água", dizendo que ele é fluido, mas por vezes gelado; ora tempestade, ora profundo. Fred Elboni explica que "O amor é ar", mostrando a leveza de se amar sem sofrer, da brisa que envolve os apaixonados, mas que por vezes torna-se furacão. Ique Carvalho se debruça sobre quando "O amor é fogo", que arde, aquece a alma, mas que também pode incendiar até doer. E Matheus Rocha conta que "O amor é terra", estável, tranquilo, mas que não escapa dos terremotos da vida, que tiram tudo do lugar para que a rotina não o extermine. Um livro apaixonante, para quem ama e para quem quer amar um dia... e sempre. 
Esse foi sem dúvidas mais um daqueles livros que me apaixonei pela capa li sobre o livro na internet e achei bem interessante e então resolvi solicitar para as editora Sextante, para ler e resenhara aqui pro blog.

O livro é dividido em quatro partes, cada autor escreve contos sobre o amor, baseados em um elemento, o Arthur Aguiar descreve o amor como água, Fred Elboni descreve o amor como é ar, Ique Carvalho descreve o amor como é fogo e Matheus Rocha descreve o amor como é terra.

A primeira parte do livro fica a cargo do Ique mostrando através de sua visão o que é o amor como fogo, como ele pode te aquecer e ao mesmo tempo ser perigoso a ponto de te queimar, sem dúvidas foram os contos que mais me agradaram no livro inteiro, criei um vinculo muito bom com a leitura e adorei a forma como o autor escreveu os contos.

Matheus Rocha ficou responsável pela segunda parte do livro, que inicialmente pareceu não me agradar, mas acabei também amando os textos do autor, na verdade senti que as palavras dele eram sinceras, mas parecia que ele estava escondendo algo, mas logo que entendi como ele queria descrever o amor eu fiquei completamente apaixonado pelo que li, a forma como ele mostrar que o amor pode criar raízes profundas ou te balançar como um terremoto é bem como eu me sinto muitas vezes.

Os contos do Arthur de certa forma os mais espontâneos e digamos que pessoais, gostei bastante da forma como ele trouxe seus romances para os contos e algumas composições musicais também, mas  sabe aquela sensação de que algo ali não parece real? As coisas sempre acontecem de forma perfeita ou interessantes parecendo um texto de novela, ainda que tenha gostado dos contos não criei muito conexão com eles.
Quando digo que o que mais quero é encontrar uma pessoa especial para eu poder amar, amar de verdade, as pessoas dizem que  sou louco, carente, ultrapassado e careta. Já eu prefiro acreditar que sou corajoso, pois hoje em dia amar é um ato de coragem.
Finalizando o livro com a quarta parte temos o Fred Elboni, não sei o que aconteceu exatamente, mas não consegui de forma nenhuma me conectar com nenhum dos contos escritos por ele, mas ao mesmo tempo os textos dele foram os que mais me fizeram refletir, é como se os textos fossem mais verdadeiros e carnais, que expusessem mais o verdadeiro sentido do amor que os quatro buscam mostrar no livro.

Eu não sabia bem o que esperar do livro, quando peguei ele para ler e descobri que os contos não eram bem histórias fiquei um pouco preocupado, mas com o decorrer da leitura isso ficou de lado, acabei gostando bastante do que encontrei no livro, sem dúvidas gostei mais dos textos do Ique e do Matheus.

Muito Amor Por Favor não seria um livro que eu leria normalmente, mas sair da minha zona de conforto sem mostrou algo realmente interessante, a forma como os autores abordam o amor de acordo com cada elemento realmente me agradou. Sem duvidas o maior trunfo desse livro é essa capa maravilhosa que a Sextante caprichou, não encontrei nenhum problema de revisão, a diagramação do livro é ótima e a fonte tem um tamanho agradável para leitura.

Classificando:

Nenhum comentário:

Postar um comentário