25 de maio de 2017

Resenha: Openly, Honestly - Bill Konigsberg

Título: Openly, Honestly
Série: Openly Straight #1.5
Autor: Bill Konigsberg
Editora: Arthur A. Levine Books
Ano: 2017
Páginas: 50
Já Resenhei: Apenas Um Garoto (Openly Straight #1)
Rafe Goldberg estava planejando passar as férias de inverno em casa no Colorado, abertamente  se lamentando do que quase teve com Ben. Ele não esperava que sua melhor amiga, Claire Olivia, o raptasse. E ele definitivamente não estava esperando o que ela planejasse animá-lo.
Ben Carver estava honestamente planejando passar suas férias de inverno em casa em New Hampshire sem pensar em Rafe. Mas ele não esperava encontrar sua ex-namorada, que ainda está interessada nele. E ele não esperava ainda se sentir atraído por ela.
Openly, Honestly traz duas histórias engraçadas, tristes e lindas que foram feitas para quem tem saudade de ter uma pessoa que possa vê-lo, compreendê-lo, e para te amar exatamente como você é.

Tradução Livre.
Eu não esperava gostar tanto do primeiro livro dessa série, na verdade esperava não gostar muito dele a premissa dele para mim é muito estranha, mas ao fazer a leitura fiquei completamente encantado com o que o autor me entregou simplesmente amei o livro e logo que vi que teria sequência fiquei louco por ele, como ainda não foi lançado aqui no Brasil, me contentei em ler esse conto que se passa entre o primeiro e segundo livro.

Para Rafe e Ben os acontecimentos passados durante o período letivo ainda estão muito vivos e causando grande confusão e tristeza nos dois, mas as férias chegaram e com ela o afastamento, o que claramente deveria ajudar, porém, logo fica claro que ela só torna as coisas ainda mais difíceis, e as férias que deveriam significar liberdade acaba por se tornar um martírio.

Rafe está passando a época festiva com a família assim como todos os anos faz distribuindo alimento aos sem teto, sua amiga Clarie Olivia está mais uma vez com ele e sua família, mas esse ano ela não podia deixar de estar com ele, principalmente depois de tudo o que aconteceu com o amigo, ele precisava dela como nunca precisou antes e ela como boa amiga que é fará de tudo para fazer o amigo sorrir novamente.
"Depois disso, vamos sair", afirmou, como se já tivesse decidido sem mim.
"Passo", eu disse, pondo um marshmallow Peeps de árvore de Natal na minha boca e desfrutando a sensação da camada de açúcar verde contra o céu da minha boca. Eu sou um  viciado em marshmallow Peeps.
"Não," Claire Olivia disse. "Não é uma opção."
Tradução Livre.
Ben está em New Hampshire passando as férias de inverno com a família, Ben ainda não se recuperou de tudo o que aconteceu entre ele e Rafe, e estar em casa torna tudo ainda muito pior, pois, ele não pode realmente conversar sobre o que está sentido com o seus pais, fora que não há nada o que fazer na fazenda em que ele vive, assim ele decide ir até o café da cidade para espairecer, entretanto, ele não esperava reencontrar sua ex e muito menos descobrir que ela ainda sente algo por ele e que ele ainda sente algo por ela.
Eu estava começando no romance que eu tinha pego emprestado da biblioteca da escola para as férias quando eu ouviu uma voz familiar.
"Oh meu Deus, Carver."
Meu coração pulou um pouco quando eu a vi. "Cindy!" Eu disse. Eu tinha esquecido que costumávamos vir aqui estudar às vezes, quando ela era minha namorada.
Tradução Livre
Ahh gente sinceramente adorei o conto, o autor  mostra perfeitamente os efeitos dos acontecimentos do primeiro livro pra os personagens e a forma como eles lidam com seus sentimentos, me deixando tão louco para descobrir o que vem a seguir e como a história dele vai acabar, Ben é aquele tipo de personagem que a gente se encanta e não consegue largar e esquecer, já Rafe é aquele que a gente quer abraçar depois que ele faz a burrada e se machuca.

Openly, Honestly foi o meu segundo conto de 2017 e também em inglês, senti um pouco mais de dificuldade na leitura mais nada que tenha atrapalhado muito, a leitura foi tão gostosa que me deixou ansioso pelo próximo livro, que só Deus sabe se a Arqueiro irá trazer para Brasil e se o livro já é uma dúvida imagina esse conto né? Eu não gosto muito da capa do ebook, ela faz referência a capa original do primeiro livro, prefiro a capa da versão brasileira que ficou linda.

Classificando:

Nenhum comentário:

Postar um comentário