11 de maio de 2017

Resenha: Quando o Amor Bater à Sua Porta - Samanta Holtz

Título: Quando o Amor Bater à Sua Porta
Autor: Samanta Holtz
Editora: Arqueiro
Ano: 2016
Páginas: 304
Malu Rocha é uma escritora de 29 anos independente, confiante e bem-sucedida. Mora sozinha em São José dos Pinhais, perto de Curitiba, onde mantém uma rotina regrada de pedalar todas as manhãs, escrever e, semanalmente, visitar o avô de 98 anos em uma casa de repouso.
Porém sua vida toda controlada sai do eixo quando um homem bate à sua porta e se apresenta como Luiz Otávio Veronezzi, dizendo ter perdido uma reunião marcada com ela. Malu não se lembra do compromisso e sua primeira reação é dispensá-lo. Mas o belo desconhecido insiste, explicando que sofreu um acidente de carro, ficou em coma e perdeu a memória, assim como seus documentos. As únicas coisas que restaram foram um pouco de dinheiro e um papel com o nome e o endereço de Malu, o nome dele e a data da reunião. Luiz confessa que a escritora era sua última esperança para descobrir a própria identidade.
O problema é que ela não tem a menor ideia de quem ele seja.
Desconfiada, mas sentindo-se responsável pelo acontecido, Malu decide ajudá-lo e embarca em uma jornada para descobrir quem ele é – o que acaba trazendo à tona muitos fatos sobre si mesma, seus medos e segredos mais bem guardados, além de um passado que preferia esquecer.

Lembro de quando esse livro foi lançado ano passado pela Arqueiro, ele foi uma completa sensação e acima disso a autora foi super requisitada na bienal do livro e logo me vi curioso pela leitura do mesmo, assim que pude solicitei ele a editora, infelizmente tive uma ressaca terrível e não consegui por a leitura em dia quando solicitei, mas aqui estamos né? Enfim consegui ler o livro.

Malu é uma autora famosa e super bem- sucedida, seus romances são de tirar o fôlego e ela arrasta uma multidão de fãs, ela vive com sua agenda lotada de compromissos, e foi num desses compromissos que Malu encontrou algo que lhe incomoda, em uma entrevista ela foi perguntada o que seria o amor para ela, entretanto Malu preferiu não responder, encerrando de imediato a entrevista e indo embora.
O que é o amor para Malu Rocha?
A última pergunta da jornalista ecoava na mente de Malu feito uma criança insistente  enquanto ela batucava os dedos no volante do carro  estacionado.
O que é o amor...? Que pergunta mais besta!
Malu é maravilhosa com seus romances de amor, entretanto ela mesma não sabe o que é o amor, na verdade ela quase não acredita que o amor que acontece em livros seja possível de acontecer, que aquilo é tudo balela e conversa pra boi dormir. por causa dessa entrevista Malu se pega pensando, será que ela está fazendo a coisa certa ao iludir suas fãs com histórias de amor que ela nunca vão ter?

Em seu novo livro ela decide dar um destino diferente a sua mocinha, mas ela acaba por encontrar um bloqueio que faz com que ela não consiga encontrar o andamento perfeito para história, em meio a seu processo criativo aparece em sua porta um homem, que chamado Luiz Otávio, por acaso nome do protagonista do seu livro, que se diz sem memória e que a única coisa que sabe é que ele tinha uma reunião com ela antes de sofrer o acidente que tirou sua memória, desconfiada Malu ajuda o homem e assim acaba numa jornada para descobrir que é Luiz Otávio.
— Você é o que? — Devolveu o formulário ao visitante. — Jornalista? Editor?
— Esse é o problema. — Respirou fundo, sem jeito. — Eu não sei.
— Como assim, não sabe?
— Sofri um acidente de carro perto daqui, quinze dias atrás, e fiquei em coma. Acordei semana passada em um hospital público da cidade, e não consigo me lembrar de nada.
Gente como eu adorei esse livro, porque eu demorei tanto para ler? Fiquei tão maravilhado com a leitura, simplesmente não queria largar o livro e foi o que aconteceu só parei de ler quando ele acabou, o livro tem seus clichês que até me irritaram um pouco, e por isso não o favoritei, mas ele é fluido e os personagens são muito interessantes, o Luiz Otávio mesmo é maravilhoso  impossível não sorrir ao ler sobre ele, a Malu é aquele tipo de mocinha que a gente que abraçar e dar uns tapas ao mesmo tempo.

Quando o Amor Bater à Sua Porta é sem dúvidas uma das boas leituras desse ano, e na verdade para uma pessoa como eu que não sou muito de romances eu realmente fiquei preso e envolvido a leitura, o livro é uma ótima pedida para quem gosta de romances. Eu não fui muito com a cara da capa do livro, na verdade foi isso que fez eu não querer ler o livro inicialmente, sim eu julgo livros pela capa e estava errado dessa vez, a diagramação do livro é boa, encontrei apenas um erro de revisão e a fonte tem um tamanho agradável a leitura.

Classificando:

Um comentário:

  1. Querido Alisson,

    Muito obrigada pela resenha! Adorei conhecer sua opinião sobre "Quando o amor bater à sua porta"!! :) Que bom que a história o cativou!

    Um forte abraço e sucesso ao blog!

    Sam :*

    ResponderExcluir