20 de junho de 2017

Resenha: Tudo e Todas As Coisas - Nicola Yoon

Título: Tudo e Todas As Coisas (Everything, Everything)
Autor: Nicola Yoon
Editora: Novo Conceito
Ano: 2016
Páginas: 304
"Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre."
Quando a Novo Conceito anunciou o lançamento desse livro fiquei louco para por as mãos nele e ler, ela lançou o livro e não consegui comprar, mas minha amiga Nathalia do Pobre Leitora acabou por dar o livro de presente de aniversário no ano passado, o livro ficou na estante, mas quando soube que o filme baseado no livro ia estrear resolvi ler o livro.

Madeline sofre de IDCG, uma doença rara, ela é basicamente alérgica a tudo, por isso ela vive numa casa completamente equipada para protege-la de qualquer coisa que possa vir a causar mal a ela, ela tem a companhia diária de uma enfermeira e de sua mãe que é médica de cuida dela com muito cuidado e amor redobrado e ela é feliz dessa forma, afinal não há nada a fazer.
Minha doença é tão rara quanto famosa. é um tipo de Imunodeficiência Combinada Grave, mas você a conhece como "doença da criança bolha".
Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode deflagrar um ataque de doenças.
Madeline nunca se importou muito com o mundo exterior, ela sabia que nunca poderia sair de casa e descobrir o mundo, ele nem pensava sobre isso, mas as coisas começaram a mudar quando uma família se mudou para a casa vizinha a sua, ela vê aquele garoto lindo saindo do caminhão de mudanças e ali, naquele momento tudo muda.
E então eu o vejo. Alto, esguio, todo vestido de preto: camisa preta, jeans prete, tênis preto e um gorro preto de tricô que cobre completamente se cabelo.
Os dois começam uma amizade "a distância", passam para emails e mensagens, Maddy tenta evitar expor sua situação para Olly, mas com o passar do tempo ela abre o jogo para ele, mesmo com todo o perigo ela decide arriscar em receber o garoto em sua casa para que possam se conhecer melhor, ainda que não possam se tocar, mas nunca parece o bastante, e a cada dia Maddy deseja mais que Olly, ela deseja ver o mundo, mas em suas condições talvez essa não seja uma boa ideia, ou talvez seja...

Ohh well! Que livro lindo, eu já começo assim, por que se faz impossível não gostar dele com uma protagonista tão carismática forte como a Maddy, ela me conquistou assim que comecei a leitura primeiro por nunca ter desistido de viver mesmo sabendo de tudo que não poderia ter e depois por  não desistir de ter tudo o que o mundo podia oferecer.

Esse foi o meu segundo livro da Nicola e mais uma vez fiquei encantado pelo que encontrei nele, a autora escreve de forma fluida e gostosa, sem falar na forma delicada que ela aborta as temáticas tratadas pelo livro, e por inserir uma protagonista afro-asiática (?). Mas o que mais amei no livro é a possibilidade de poder ver todos os lados do amor. Mais uma vez, que livro lindo!

Tudo e Todas As Coisas é um livro encantador, sem dúvidas um dos melhores desse ano, a forma delicada em que o amor é exposto é simplesmente bela. A capa do livro é maravilhosa, graças a deus a campanha que a galera fez para a Novo Conceito usar essa capa em vez de uma outra capa horrível funcionou, e a editora foi bem cuidadosa com a edição do livro, a diagramação do livro é ótima e as partes internas das capas são azuis, não encontrei nenhum problema de revisão e a fonte tem um tamanho perfeito para leitura.

Classificando:

Nenhum comentário:

Postar um comentário