21 de junho de 2017

Resenhando Filme: Tudo e Todas As Coisas

Título: Tudo e Todas As Coisas (Everything, Everything)
Direção: Stella Meghie
Gênero: Drama
Duração: 96 min.
Lançamento: 15 de Junho de 2017
Ao longo da sua vida, uma adolescente viveu cheia de restrições e cuidados devido aos seus problemas de alergia a tudo que se possa imaginar. E agora, que ela se apaixonou pelo garoto que se mudou para a casa do lado?







Quando anunciaram o lançamento desse filme corri para ler o livro rsrs, eu já tinha ele em minha estante a mais de um ano, e depois de ler o livro fiquei ainda mais ansioso para ver o filme e conferir como ficaria a adaptação dessa belezura para o cinema.

Maddy tem 17 e sempre viveu em sua casa, ela nunca sai, ela sofre de um tipo raro de IDCG em que nenhum médico conseguiu identificar o que causa as crises dela, pode ser um cheiro, algo que ela coma, ou toque. Assim ela vive numa casa completamente protegida contra bactérias e vírus, mas ela é okay com isso afinal não tem outra coisa a se fazer. 

Pouco tempo após Maddy completar seus 18 anos, a casa ao lado recebe novos moradores, dentre eles tem um garoto chamado Olly, por mais interessada que esteja Maddy tenta evitar o contato, mas Olly é muito simpático e eles acabam engatam em uma amizade e vão se conhecendo através da interne, até o momento que eles passam a desejar mais.

Maddy e Olly se veem pela primeira vez e logo fica claro que será difícil resistir a atração que um sente pelo outro, e a paixão floresce entre os dois, mas se apaixonar talvez não seja a melhor escolha que Maddy pode fazer, por sua doença e por ter uma mãe tão superprotetora, mas ela está disposta a tudo para viver esse amor.

Opinião independente da leitura do livro.
Gente, mas que filme fofo foi esse? A primeira coisa que tenho que destacar é a trilha sonora que está maravilhosa demais, logo depois digo que a fotografia do filme é muito linda e muito bem pensada, o roteiro tem seus problemas, alguns momentos parecendo forçação de barra, mas ele é bom e dando um bom ritmo ao filme, que não ficou muito corrido e nem muito devagar, a dublagem do filme ficou muito bem feita, glória ao Senhor.

Opinião a partir da leitura do livro.
Eu só posso dizer que eu fiquei maravilhado com a adaptação, o filme foi bem fiel ao livro, houveram pequenas mudanças, mas nada que faça o filme fugir do que está no livro, o que mais me encantou foi a delicadeza e detalhismo que tiveram para adaptar as cenas de mensagens entre os dois, para que não ficasse cansativo, mas acho que ele pecou pela falta de explicação a alguns fatos importantes. Para quem leu o livro as cenas finais do filme são muito fofas, assistam e vão entender.

Tudo e Todas As Coisas é um filme muito delicado e fofo, sem sombras de dúvidas uma adaptação muito boa, que vale a pena ver tendo você lido o livro ou não.

Observações:
— Que filme, babei arco-íris;
— A Amanda me lembrou muito a Normani do Fifth Harmony;
— A Apple sempre marcando presença;
— O nome do peixe havaiano, alguém decorou?;
— Preciso da trilha sonora desse filme;
Nick Robinson, vai estrelar outra adaptação que to doido para ver, Simon Vs A Agenda Homo Sapiens.

Classificando:

Um comentário:

  1. Agora que eu li essa resenha, fiquei com vontade de ler o livro, e assistir o filme. Toda vez que passo na Escariz vejo ele logo na frente, e não tive coragem de ler, acredita?
    E sobre essa playlist, acho que daqui há algumas semanas, se você pesquisar no Google, vai achar. Eu procurei a de um filme chamado "Nerve" (muuuuito bom), apareceu rapidinho.

    Que nem você diz, xo

    Paixões de Uma Cacheada (uma mudança, rs S2 )

    ResponderExcluir