30 de dezembro de 2017

Julgando Pela Capa: As Mehores Capas de 2017


Olá gente, tudo bem? Esse vai ser o último post do ano do blog, meu Deus um novo ano já esta prestes a começar, como passou voando, mas indo ao que interessa, passei o ano mostrando as capas diferentes de diversos livros, e agora vim mostrar quais foram as capas escolhidas dentre todas as opções disponíveis.


A  capa escolhida para Pensei Que Fosse Verdade da Huntley Fitzpatrick foi a edição brasileira, que realmente é linda demais, veja o post com as outras capas clicando aqui.


A capa escolhida para Depois Daquela Montanha de Charles Martin foi a edição brasileira, ela tem todo um mistério, veja o post com as outras capas clicando aqui.


A capa escolhida para Malícias e Delícias da Tara Sivac foi a edição alemã, sinceramente esse livro sofre com várias edições com capas feias, a alemã é a que melhor se salva, mas foge da história, veja o post com as outras capas clicando aqui.


A capa escolhida para Menino de Ouro da Abigail Tarttelin foi a edição brasileira, esse é outro livro que sofre com edições de capas feias, de todas a que mais gostei foi a britânica, mas como podemos ver não foi a escolhida rsrs, veja o post com as outras capas clicando aqui.


A capa escolhida para A Fúria e a Aurora da Renée Ahdieh foi a edição brasileira, a capa brasileira é linda mas definitivamente não é minha favorita, veja o post com as outras capas clicando aqui.


A capa escolhida para Comportamento Altamente Ilógico do John Corey Whaley foi a edição brasileira, outro livro com edições de capas ruins, foi sofrível esse ano pra capas rsrs, eu teria escolhido a capa americana, veja o post com as outras capas clicando aqui.


A capa escolhida para A Rosa e a Adaga da Renée Ahdieh foi a versão da segunda capa americana, acredito que essa foi a capa unânime por que amei ela e a galera também, veja o post com as outras capas clicando aqui.
Até 2018!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário