26 de março de 2018

Resenhando Filme: Maze Runner - A Cura Mortal

Título: Maze Runner - A Cura Mortal
Direção: Wes Ball
Gênero: Aventura
Duração: 140 Min
Lançamento: 25 de Janeiro de 2018
Já Assisti: Maze Runner - Correr ou Morrer, Maze Runner - Prova de Fogo.
No terceiro filme da saga, Thomas (Dylan O'Brien) embarca em uma missão para encontrar a cura para uma doença mortal e descobre que os planos da C.R.U.E.L podem trazer consequências catastróficas para a humanidade. Agora, ele tem que decidir se vai se entregar para a C.R.U.E.L e confiar na promessa da organização de que esse será seu último experimento.


E finalmente chegamos ao último filme da série Maze Runner, mais uma vez eu fui ver o filme no cinema mais pelo Dylan do que pela história em si, porque spoiler é uma coisa que a galera adora dispersar pela internet e eu basicamente já sabia o que ia acontecer sem nem ter lido os livros ainda.

Thomas continua na busca dos amigos que foram capturados pela C.R.U.E.L no último embate entre eles, o plano está todo armado e foi posto em pratica com o intuito de enfim conseguir trazer os garotos e Minho de volta para que assim ele possam fugir de vez da organização que não mede esforços para conseguir uma cura, que pelo jeito nunca vai aparecer.

O plano deu certo e vários garotos capturados pela C.R.U.E.L foram salvos e trazidos de volta ao acampamento, porém Minho não está entre eles, Thomas fica completamente frustrado de quase ter conseguido salvar seu amigo e no final ele não conseguir, e ele quer manter a promessa de que iria salva-lo custe o que custasse.

Assim, Thomas decide ir salvar Minho da mãos da C.R.U.E.L na última cidade viva e mantida pela organização, mas, entrar na cidade não será fácil e ele terá de passar por vários desafios, aceitar ajuda de desconhecidos e também de antigos conhecidos para tentar trazer Minho de volta.

O filme não é ruim, ele é melhor do que o segundo filme, na verdade eu até gostei dele, mas achei o roteiro muito raso sabe, tem um monte de ação no filme, mas, o desenvolvimento da história não vai além do básico para o filme sobreviver, a maioria dos personagens foram mal explorados. Eu sinto que Maze Runner poderia ter sido muito muito maior do que foi, mas, claramente expectativas falhas, mas vejamos pelo lado bom ao menos a série foi finalizada no cinema diferente de Divergente, que não teve essa chance.

Mas nem tudo no filme é ruim, a fotografia sem dúvidas é muito linda e eu achei os efeitos especiais bem satisfatórios. Infelizmente ainda não li os livros de Maze Runner para saber se o filme foi minimamente fiel ao livro, mas o farei pois os livros estão em minha estante esperando.

Maze Runner - A Cura Mortal foi um filme que sinceramente poderia ter sido melhor, e entrega um final bem morno para uma serie que jurava que seria muito mais promissora do que foi. Mesmo com seus pequenos problemas vale a pena ver o filme que finaliza essa trilogia, afinal como disse acima, ao menos ele teve final.

Observações
Dylan eu amo você, quer o céu? Eu te dou;
— Que final louco desse filme, vou ler o livro para ter uma experiência maior dos acontecimentos;
— Era melhor nem ter saído do Labirinto;
— No final o que mais queriam sempre esteve bem debaixo dos olhos deles;
Clary está no filme, nem lembrava que a atriz de Shadowhunter estava nos filmes;
— Nath Obrigado pela companhia maravilhosa de sempre!!

Classificando:



Nenhum comentário:

Postar um comentário